Eurocopa

A Itália ganhará a torcida de Spinazzola, que confirmou sua presença nas arquibancadas em Wembley

Após operar o tendão, Spinazzola declarou que estará nas tribunas para dar força aos companheiros na final da Euro 2020

A Itália terá um grande reforço para a decisão da Euro 2020, pelo menos nas arquibancadas. Recuperando-se de cirurgia após romper o tendão de Aquiles nas quartas de final, Leonardo Spinazzola confirmou que estará nas tribunas em Wembley. O lateral viu o triunfo sobre a Espanha na semifinal de sua casa, mas viajará a Londres para dar sua força aos companheiros antes do duelo com a Inglaterra. Um dos melhores jogadores do torneio até sua contusão, o italiano deverá permanecer afastado dos gramados por oito meses.

“Estarei em Londres amanhã com meus companheiros. É extremamente emocionante, os rapazes me proporcionaram uma noite incrível contra a Espanha. Somos um grande time e realmente nos sentimos como uma família”, comentou Spinazzola, à RAI. “Foi um belo gesto de Insigne vestir minha camisa depois do jogo, embora tenha ficado um pouco grande para ele. Fizemos uma videochamada, eles estavam cantando para mim”.

Spinazzola também prometeu se juntar ao time em campo durante as comemorações, se o título vier: “Será uma partida muito difícil, especialmente no estádio deles, mas ouvir todas aquelas vaias vai nos acender ainda mais. Eu estarei na arquibancadas, torcendo por eles com minhas muletas! Se a Itália vencer, eu terei que pular em campo e comemorar com todo mundo. Minha esposa vive dizendo para ter cuidado, então espero pular com uma perna só. Vou dizer aos rapazes que estarei em campo com eles”.

O lateral também conversou com a Sky Sports Italia, comentando suas expectativas ao duelo: “Estou mais nervoso agora do que se fizesse parte do elenco, me preparando para esse jogo. Sinto mais tensão daqui. Ficamos duas horas em videochamada depois do jogo contra a Espanha, agradecendo de todo o coração, porque foi realmente incrível. Sabia que estariam numa final maravilhosa e mal posso esperar”.

Spinazzola falou sobre seu sentimento em relação à Eurocopa: “Percebi que esse é o maior momento da minha carreira, então jogar daquela forma foi inacreditável. Eu acreditei em mim mesmo, mas ainda era extraordinário estar lá. O fundamental é se reerguer sempre, nunca parar de crer em você, mas você também precisa de um pouco de sorte. Acidentes, lesões e, no meu caso, uma mudança de posição fizeram a diferença. Nunca marquei tantos gols e, no Siena, me disseram que para chegar ao topo eu precisava deixar de ser ponta para virar lateral”.

Por fim, o italiano deu seu prognóstico para o resultado em Wembley: “Espero que a vitória venha. Acho que o favoritismo é equilibrado, 50 a 50. A Inglaterra tem jogadores extraordinários no banco, como Rashford, Sancho e Foden, que são jovens, mas fenomenais. Isso mostra como têm um time forte. Será um jogo duro, mas somos uma grande equipe e podemos conseguir”.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo