Europa

Esses são os piores e melhores revendedores do futebol europeu

Estudo do CIES contabilizou transações entre 2014 e 2023 e apontou equipe francesa a mais lucrativa do mercado de revenda; veja o ranking

O Observatório de Futebol do Centro Internacional de Estudos Esportivos (CIES) publicou dois relatórios com os 50 clubes do mundo com os melhores e piores saldos de transferência de jogadores. O estudo contabilizou transações entre 2014 e 2023 e apontou o Lille como a equipe mais lucrativa do mercado de revenda, com um saldo positivo de 386 milhões de euros. Um sucesso de mercado que não é conhecido Barcelona, que do outro lado da moeda teve um déficit de 631 milhões de euros. No recorte apresentado, o CIES avaliou apenas as transações de atletas que não foram formados na base.

Os números variam entre o saldo positivo do Lille, de 386 milhões de euros (cerca de R$ 2,6 bi), com as negociações de Nicolas Pépé, Osimhen, Botman e etc., para um saldo negativo de 631 milhões de euros (R$ 3,3 bi) para o Barcelona nas transferências de Coutinho, Dembélé, Griezmann e outros jogadores caríssimos.

As tabelas com os 10 melhores e 10 piores estão no fim da matéria.

Clubes franceses se dão bem no mercado europeu

Segundo o estudo CIES, 11 clubes franceses estão entre os 50 mais lucrativos do mercado de transferências da Europa. O Lille, na ponta da tabela, é seguido pelo Monaco (+218 milhões de euros) entre os quatro mais rentáveis pelos acordos de Tchouaméni, Lemar e o brasileiro Bernardo Silva, por exemplo. Ainda no ranking, os demais gauleses aparecem entre a 23ª e a 50ª colocação. São eles: Rennais, Angers, Lorient, Lens, Montpellier, Strasbourg, Metz, Lyon e Nice.

Com um superávit de 317 milhões de euros (R$ 1,6 bi), o Ajax, da Holanda, ocupa o segundo lugar. A equipe que negociou nomes importantes do mercado (como Jong, Antony, Lisandro e Martínez), se saiu bem na hora do balanço da década. O Salzburg, da Áustria, completa o pódio com grandes negócios como Naby Keita, Mwepu e  ninguém mais, ninguém menos do que Haaland.  completa o pódio.

O top 10 dos clubes que geraram mais lucros com negociação na última década também inclui alemães (RB Leipzig e Frankfurt), italianos (Sassuolo e Atalanta) e portugueses (Benfica e Sporting CP). Nenhum time inglês ou espanhol faz parte da nata financeiramente sustentável.

Times ingleses (e Barcelona) são os piores revendedores europeus

Se parte dos clubes teve lucro com a revenda de jogadores, a outra precisou pagar a conta. E vale ressaltar que um bom percentual deles é da Inglaterra. Em números, quase 30% do top 50 é formado por clubes ingleses. Entre os com maiores déficits estão Chelsea, em segundo lugar, principalmente pelas perdas com Jorginho, Pulisic e Rüdiger (-482 milhões de euros), e do Arsenal, terceiro do ranking, pelos acordos com Pépé, Aubameyang e Lacazette (-436 milhões de euros).

No entanto, o líder absoluto de perdas está bem acima dos demais: o Barcelona (-631 milhões de euros). Em uma década, o Barça teve a maior perda com revenda de atletas de todo o continente europeu. Para se ter uma noção do tamanho do prejuízo da última década no time catalão, só o valor da diferença em relação ao segundo colocado, o Chelsea, é 31 vezes o total da folha salarial do Flamengo – uma das mais altas do Brasil.

Na sequência, o PSG tem o quarto saldo mais negativo (pelas transferências de Neymar, Di María, Icardi e etc), à frente do Manchester United e Manchester City (-59 milhões de euros).

10 clubes que mais lucraram no mercado de transferência

CLUBE GASTOS € GANHOS € LUCRO €

Lille (França)

241 milhões

627 milhões

+ 386 milhões

Ajax (Holanda)

313 milhões

630 milhões

+ 317 milhões

 RB Salzburg (Áustria)

84 milhões

317 milhões

+ 233 milhões

Monaco (França)

588 milhões

806 milhões

+ 218 milhões

Sassuolo (Itália)

227 milhões

435 milhões

+ 208 milhões

Benfica (Portugal)

340 milhões

540 milhões

+ 200 milhões

Atalanta (Itália)

293 milhões

493 milhões

+ 200 milhões

Frankfurt (Alemanha)

154 milhões

336 milhões

+ 182 milhões

Sporting (Portugal)

211 milhões

380 milhões

+ 169 milhões

Hoffenheim (Alemanha)

124 milhões

287 milhões 

+163 milhões

 

10 clubes com maior prejuízo no mercado de transferência

CLUBE GASTOS € GANHOS € PREJUÍZO €

Barcelona (Espanha)

1,2 bilhão 

613 milhões

-631 milhões

Chelsea (Inglaterra)

1,2 bilhão

730 milhões

-483 milhões

Arsenal (Inglaterra)

584 milhões

148 milhões

-436 milhões

PSG (França)

825 milhões

415 milhões

-410 milhões

Manchester United (Inglaterra)

726 milhões

398 milhões

-328 milhões

Milan (Itália)

625 milhões

327 milhões

-298 milhões

Aston Villa (Inglaterra)

293 milhões

493 milhões

-256 milhões

Everton (Inglaterra)

657 milhões

406 milhões

-251 milhões

Liverpool (Inglaterra)

561 milhões

312 milhões

-249 milhões

Juventus (Itália)

1 bilhão

828 milhões 

-219 milhões
Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo