Champions League

Luis Enrique alfineta ‘recorde’ de Ter Stegen e garante PSG em cima do Barcelona

Os lançamentos de Ter Stegen na ida contra o PSG parecem ter incomodado Luis Enrique

Um jogaço aconteceu no Parque dos Príncipes na última quarta-feira (10) pela ida das quartas de final da Champions League. O PSG saiu atrás na etapa inicial e buscou a virada com apenas cinco do segundo tempo. No entanto, Xavi Hernández efetuou trocas decisivas para mais uma reviravolta no placar, fechado em 3 a 2 aos Culés. A volta está marcada para terça (16), no Olímpico de Montjuïc, e na entrevista coletiva prévia ao confronto o técnico Luis Enrique decidiu dar uma leve cutucada na postura catalã na ida.

O Barcelona não foi “raiz” em sua proposta na França. Na verdade, como tinha feito em alguns momentos na fase anterior com o Napoli, adicou da bola, terminou com apenas 41% de posse e tentou um jogo mais direto para fugir da pressão adversária. Por isso, o treinador do PSG afirmou que o goleiro Ter Stegen deve ter batido um “recorde” pelo tanto de lançamentos que tentou – segundo o SofaScore foram 21 bolas longas do alemão, sendo seis certas. Ele confia que a volta será bem parecido com a ida e prevê muitos gols.

– Acredito que a partida apresentará as mesmas circunstâncias. O PSG vai pressionar desde o primeiro minuto, o Barcelona usará o jogo longo e o passe para a última linha aproveitando o espaço. Creio que Ter Stegen bateu um recorde de 24 bolas longas para superar a pressão. Nós faremos o mesmo, e acredito que o Barça também usará a última linha para criar perigo contra nós. Espero que não seja assim, mas prevejo um jogo com gols de ambos os times. Creio que a urgência fará com que o torcedor veja uma partida emocionante.

Em outra fala, Luis Enrique também destacou que seu PSG não é um time de especular: vai entrar para vencer em Barcelona e está convencido disso. O espanhol, ex-comandante do Barça, gostou do PSG não ter jogado no meio de semana (confronto com Lorient foi adiado), pois deu tempo da comissão analisar e melhorar os pontos que deram errado na ida.

– Esta segunda partida é um pouco diferente porque não houve partida entre as duas eliminatórias. Tivemos o tempo necessário para analisar e melhorar o nosso desempenho. [A ida] Foi uma partida muito disputada, o resultado não refletiu exatamente o que merecemos, mas 3 a 2 significa que estamos atrás no marcador. Não somos uma equipe que especula e estamos plenamente convencidos de que vamos dar a volta ao resultado.

O Barça avança com qualquer empate, enquanto o PSG precisa de no mínimo vencer por um gol de diferença para levar para prorrogação. A partida inicia às 16h (horário de Brasília) e quem avançar enfrenta o vencedor de Borussia Dortmund e Atlético de Madrid, que atuam na mesma hora amanhã. Os Colchoneros venceram a ida por 2 a 1 e um empate no Signal Iduna Park confirma a classificação ao lado espanhol.

Outras respostas de Luis Enrique antes de Barcelona x PSG

Como chega Mbappé

– Todos os jogadores estão preparados, estamos ansiosos para virar a eliminatória. Queremos retribuir todo o apoio que recebemos no Parque dos Príncipes. O PSG nunca virou uma eliminatória [na Champions], amanhã será o dia.

Queda da invencibilidade de 27 jogos

– É preciso se preparar novamente e melhorar seu desempenho. Não há necessidade de exagerar quando você tem uma sequência de 27 jogos sem perder ou rasgar a roupa quando perdemos. Estamos ansiosos para dar alegria aos torcedores.

Retorno à Barcelona

– Não tenho nenhuma preocupação, ignoro. Cada vez que venho aqui o público me recebeu muito bem, muito amado. Me sinto como se fosse outro culé. Aceitarei de bom grado o que quer que seja e me comportarei como um profissional, como treinador do PSG que sou.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo