Champions League

Invasores de campo da final da Champions League são presos pela polícia

Três pessoas invadiram o gramado na final da Champions League - polícia faz mais de 50 prisões em Wembley, na Inglaterra

No último sábado (1), o Real Madrid foi campeão da Champions League ao vencer o Borussia Dortmund por 2 a 0, em Wembley. Os Merengues conquistaram seu 15º título do torneio em mais uma atuação de gala de Vinicius Júnior.

Entretanto, quando a bola começou a rolar em Londres, a decisão precisou ser interrompida devido a invasões de campo com 30 segundos de jogo. Três torcedores entraram no gramado e precisarão ser retiradores pela segurança.

Esses invasores apareceram tentando tirar fotos com o atacante brasileiro do Real Madrid e Jude Bellingham. Devido à dificuldade dos comissários em retirar os três torcedores de campo, até mesmo um jogador do BVB interviu.

Marcel Sabitzer ajudou a equipe de segurança da Liga dos Campeões a parar pelo menos um dos invasores. Uma quarta pessoa também tentou se juntar ao trio no gramado, mas foi impedido pelos comissários.

Cerca de dois minutos depois, a final da Champions foi retomada e um anúncio foi feito pelo locutor do estádio alertando que a invasão de campo era um crime passível de prisão.

Os três torcedores estão entre os mais de 50 presos pela polícia na decisão da Champions League. Um porta-voz de Wembley condenou as invasões de campo e se colocou à disposição das autoridades para auxiliar no caso:

– É ilegal entrar no campo de jogo do Estádio de Wembley e condenamos veementemente as ações daqueles que interromperam a final da UEFA Champions League logo após o pontapé inicial. Todos os indivíduos já foram presos. Apoiaremos as autoridades relevantes para garantir que sejam tomadas medidas adequadas.

Tentativas de violações de segurança na final da Champions League

A Polícia Metropolitana de Londres informou após a partida entre Real Madrid e Borussia Dortmund que os policiais fizeram 53 prisões na final da Champions League.

Cinco pessoas foram detidas pela invasão de campo e “a maioria das outras por tentativas de violação da segurança”. A comandante de polícia, Louise Puddefoot, fez um balanço da atuação das autoridades na decisão da Liga dos Campeões:

– Estamos confiantes de que a esmagadora maioria das tentativas de obter acesso ilegal a Wembley não teve sucesso graças aos esforços dos oficiais, comissãrios e outros funcionários do estádio. Vídeos compartilhados online mostrando grupos correndo para as entradas não representam necessariamente tentativas bem-sucedidas de entrada no estádio. Normalmente existem vários níveis adicionais de segurança, além de uma entrada inicial.

Vale reforçar que a segurança para a final da Champions tem sido um assunto recorrente há duas temporadas. As decisões de Paris, em 2022, e em Instambul, no ano passado, registraram problemas para torcedores entrarem nos estádios.

Em relação às invasões de campo na final da Champions League, a decisão entre Liverpool e Tottenham, em 2019, também teve uma situação parecida. À época, um torcedor também entrou no gramado e paralisou o jogo temporariamente.

Liga dos Campeões à parte, Wembley também foi palco de um caos generalizado na final da Eurocopa 2020. Na decisão entre Inglaterra e Itália, milhares de torcedores entraram no estádio sem ingresso.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Jornalista formado pela Unesp, com passagens por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia. Na Trivela, é redator de futebol nacional e internacional.
Botão Voltar ao topo