Champions League

Azar da Lazio: hexacampeão, Bayern é um dos favoritos ao título e, claro, a passar nas oitavas da Champions

Como acontece há seis anos, Bayern de Munique chega ao mata-mata após liderar seu grupo; Lazio vai bem na Champions, mas sofre na Série A

Sempre considerado um dos favoritos ao título europeu, o Bayern de Munique enfrentará a Lazio nas oitavas de final da Champions League 2023/24. Os italianos jogam em casa na ida em fevereiro do próximo ano, enquanto a Allianz Arena será o palco do confronto de volta, marcado para março. Para variar, os alemães avançaram como líderes do grupo A, mesmo cenário visto nas seis temporadas anteriores – a última vez que passou em segundo foi em 2016/17, justamente quando perdeu pela última vez na primeira fase da Champions. Por outro lado, o clube Biancocelesti, de volta a competição europeia após três anos, avançou como vice na chave E, atrás do Atlético de Madrid.

Bayern construiu trajetória quase perfeita na fase de grupos – sem novidades

A vitória por 1 a 0 frente ao Manchester United na última rodada representou o 40º jogo invicto do Bayern de Munique pela fase de grupos da Champions – que mudará de formato no próximo ano. Sempre absoluto na competição, a equipe não mudou sob o comando de Thomas Tuchel e venceu cinco dos seis confrontos. A única exceção foi um fraco empate em 0 x 0 com o Copenhagen, marcado pela ineficiência no ataque.

Vale citar que a consistência vista na Champions não acontece na Bundesliga. Os Bávaros até têm bons resultados, como o último 3 a 0 frente ao terceiro Stuttgart, e estão a quatro pontos atrás do líder Bayer Leverkusen (com um jogo a mais). A questão é o mau desempenho, que culminou em um vexatório 5 a 1 para o Eintracht Frankfurt. Desde que assumiu em março desse ano, Tuchel mostrou uma extrema dificuldade em implementar suas ideias e não conseguiu dar resultado rápido, como fez no Chelsea. Contratado para Champions passada pelos problemas de Julian Naggelsmann, caiu logo nas quartas de final, sem competir muito contra o Manchester City, e só levou o último Campeonato Alemão com uma ajudinha do Borussia Dortmund.

Apesar das questões coletivas, o atacante Harry Kane chegou entregando tudo que esperava. Negociado junto ao Tottenham por volta de 100 milhões de euros, mostrou que a quantia investida tem potencial alto de retorno, marcando 24 gols em 21 partidas. Muito mais que um centroavante de área fazedor de gols, o inglês sai da referência para criar e deixa com facilidade os companheiros em chances claras de gol. Já são oito assistências na temporada. Ponto alto para moral da equipe também foi o retorno do goleiro Manuel Neuer, que ficou fora dos gramados entre dezembro de 2022 e outubro desse ano.

 

Na Champions, Lazio venceu quem deveria vencer, mas na Série A sofre

Vice-campeã italiana na temporada passada, a Lazio de Maurizio Sarri não é nem sombra daquele time. O início irregular da Série A com apenas uma vitória nos cinco primeiros jogos se mostrou a realidade do time, que é apenas o 11º com sete derrotas em 16 rodadas.

Ao menos na Champions, os Biancocelesti souberam competir e venceram duas vezes o time mais fraco do grupo E, o Celtic, além de bater o Feyenoord na Itália e segurar um empate com o Atlético de Madrid. O foco na competição europeia explica, em parte, o desempenho no Campeonato Italiano, exigindo muito de um elenco não tão numeroso.

Aos 33 anos, Ciro Immobile segue entregando o que sempre fez: gols. Foram nove até aqui na temporada, três pela Champions, com um deles representando o de número 200 com a camisa da Lazio. Outro ídolo Biancolesti e também mantendo o alto nível passando dos 30 é o espanhol Luis Alberto. Capitão quando o centroavante não está, o meia é absoluto, o verdadeiro dono do meio-campo.

 

Não há dúvidas: Bayern é o favorito no duelo

Mesmo com todos os asteriscos envolvendo o Bayern de Tuchel, a equipe ainda é mais forte que a Lazio, principalmente na comparação individual. Vale lembrar que o clube de Munique conseguiu competir contra os principais adversários locais, como nos empates com RB Leipzig e Bayer Leverkusen, além de golear o Borussia Dortmund.

A situação dos italianos também pesa na análise. Na temporada anterior a segunda melhor defesa da Itália, agora o time de Sarri sofre, em média, mais de um gol a cada partida, uma presa perfeita para os Bávaros, seja por Kane ou por todo sistema ofensivo que costuma marcar muitos gols.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Nascido e criado em São Paulo, é jornalista pela Universidade Paulista (UNIP). Já passou por Yahoo!, Premier League Brasil e The Clutch, além de assessorias de imprensa. Escreve sobre futebol nacional e internacional na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo