Champions League

Este gráfico define bem como Vidal suou pela vitória da Juve

Arturo Vidal ainda não parece estar 100% fisicamente. Para quem se acostumou a ver o camisa 23 como o grande motor do meio-campo da Juventus, os últimos problemas de lesão minaram um pouco de sua intensidade. Mas o chileno abriu uma exceção nesta terça-feira, contra o Real Madrid, pela Liga dos Campeões. A Velha Senhora pode não ter feito uma partida perfeita, mas deu poucos espaços aos merengues. Sobretudo, pela maneira como o volante ocupou o campo. Essencial no primeiro combate, principal elo de ligação com o ataque, homem que mais correu em campo: Vidal parecia onipresente. E o mapa de seus toques na bola durante os 90 minutos representam bem esse vigor.

VEJA MAIS: Quando o brilho coletivo da Juve se apagou, Tevez definiu a vitória sobre o Real Madrid

Vidal recebeu a bola 81 vezes ao longo da partida, menos apenas que Pirlo. Mas apareceu em todo e qualquer canto do gramado. Liderou as estatísticas em metros percorridos, desarmes, chutões, bloqueios, jogadas aéreas ganhas. Não teve participação direta nos gols, mas seu ritmo intenso ajudou a compensar principalmente os erros de Pirlo e Evra, não tão bem na noite de Turim. A recompensa veio com a vitória do time.

Talvez Vidal ganhe companhia em intensidade para o jogo de volta, no Bernabéu: Paul Pogba está em fase final de recuperação da sua lesão e tem chances de retornar ao time titular. Dois nomes essenciais para a Juve sonhar com a final que não vive há 12 anos. Porque em um duelo com tão poucas margens ao erro, o jogo se desenvolverá especialmente pela postura dos italianos, com a vantagem do empate. E os bianconeri permanecerão vivos dependendo da vivacidade de seu meio-campo em segurar o ímpeto do Real Madrid.

CERSGVbXIAE7kIw

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo