BrasilEspanha

Thiago Galhardo tem futuro indefinido no Celta e diz que volta ao Brasil: “Dia 1º de julho me reapresento no Inter”

Com contrato com o Colorado até dezembro de 2022, Thiago Galhardo não deve continuar no futebol espanhol e terá que se reapresentar no clube brasileiro

A passagem de Thiago Galhardo na Europa parece estar chegando ao fim. O jogador está emprestado ao Celta até junho de 2022, mas a tendência é que ele não seja comprado e o jogador tenha que se reapresentar no Internacional, com quem tem contrato até o fim de 2022.

VEJA TAMBÉM: Thiago Galhardo sobre La Liga: “É um futebol em que os aspectos técnicos e o cuidado com a bola são muito valorizados”

Aos 32 anos, o jogador é reserva na equipe de Vigo e não tem conseguido convencer. Foram 28 jogos até aqui, com dois gols marcados. Normalmente atuou como atacante, mas entra poucos minutos por partida – joga em média pouco mais de 31 minutos a cada vez que entra em campo.

Com a condenação de Santi Mina por abuso sexual, o Celta ficou com um atacante a menos e Galhardo teve a chance de ser titular no jogo contra o Alavés, no último fim de semana. La Liga ainda tem mais três rodadas, que são a chance para Galhardo mostrar que ainda pode ser útil à equipe e continuar na Espanha. O Celta tem opção de compra do atacante, que ficará livre de contrato em dezembro. A negociação com o Inter não deve ser difícil, caso o clube espanhol queira a sua permanência. No entanto, o seu futuro é incerto.

“Essa pergunta até meu pai tem me feito. E, de fato, eu não sei. Meu contrato aqui (no Celta) acaba dia 30 e até lá eu não posso fechar contrato com ninguém. Eu deixo isso com meus empresários. Sei que dia 1º de julho eu me reapresento no Inter e dia 30 de junho estarei em Porto Alegre, seja para discutir uma rescisão, um novo empréstimo ou a permanência no clube”, declarou o jogador em entrevista ao Transfermarkt, produzida pela Betway.

O Inter é comandado por Mano Menezes, contratado recentemente para o cargo, e Galhardo diz que tem assistido jogos do time, sabendo da possibilidade de retornar ao Colorado. “O time contratou muito. Pedro Henrique, Wanderson, Wesley e outros. Eu sigo torcendo porque é uma instituição muito grande. Eu sou muito grato ao clube por tudo. Muitas peças saíram, muitas chegaram e eu fico aqui torcendo para que dê tudo certo. Fiquei muito feliz com as vitórias seguidas”, disse Galhardo.

O atacante planeja jogar futebol por mais três temporadas e depois encerrar a carreira e conta que o impulso dado pelo técnico Eduardo Coudet foi fundamental. Foi com ele no comando do Inter que Galhardo viveu o seu melhor momento na carreira e foi o argentino que o indicou para o Celta.

“Eu digo a todos que a minha carreira é pré-Chacho e pós-Chacho (apelido do treinador). Ele mudou o meu patamar e até consegui chegar na Seleção Brasileira. E o trabalho dele aqui é exatamente igual ao que fazia no Brasil. A diferença é a cobrança. Isso é diferente. Ele nos cobrava muito mais no Brasil acho que por conta do nível de exigência. Aqui ele sabe que um mau momento, com quatro ou cinco jogos, não vai fazer com que ele seja mandado embora porque tem uma credibilidade no trabalho”, contou o atacante.

Galhardo foi destaque do Campeonato Brasileiro em 2020 pelo Inter, depois de já ter defendido outros diversos outros clubes. Antes do Inter, brilhou também pelo Ceará e já tinha passado por Vasco, Coritiba, Albirex Nigata, do Japão, Ponte Preta, Red Bull Brasil, Madureira, Brasiliense, Boa Esporte, Remo, Bangu, América de Natal, Comercial-SP e Botafogo. Em 2020, seu melhor ano na carreira, Galhardo fez 54 jogos pelo Inter e marcou 23 gols, sendo 17 deles no Brasileirão (em 29 jogos).

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo