Espanha

Enquanto Real era campeão, segundona espanhola vivia o jogo mais insano dos últimos tempos

O mundo todo estava de olho no Real Madrid. A equipe de Carlo Ancelotti tinha a chance de se consagrar ainda mais com o título do Mundial de Clubes e cumpriu o esperado, batendo o San Lorenzo sem tantas dificuldades. No entanto, algumas centenas de espanhóis tiveram a alegria de negar os merengues e assistir a um jogo para a história na segunda divisão de La Liga. Praticamente no mesmo horário, Numancia e Lugo fizeram um espetacular duelo de 12 gols, 10 apenas no segundo tempo. E o resultado final acabou sendo o mais justo pela fome de gols de ambas as equipes: o 6 a 6, para coroar os esforços dos dois lados.

LEIA MAIS: A superação não compensou os erros do San Lorenzo, ainda mais contra a máquina do Real

No encontro entre duas equipes do meio da tabela da segundona, não havia nada que indicasse um jogo especial em Soria. E o primeiro tempo reforçou essa impressão, apesar da vontade explícita dos jogadores. O Lugo saiu em vantagem com Iago Díaz, mas Álvarez deixou tudo igual para o time da casa antes do intervalo. Pausa que parece ter elevado a fome de gol das equipes em progressão geométrica.

Pelayo e David Aganzo fizeram 3 a 1 para o Lugo aos 12 do segundo tempo. Aranda diminuiu para o Numancia, Iago Díaz voltou a ampliar e Sergi Enrich deixou o placar em 4 a 3 para os visitantes. A partir dos 25 minutos, o Lugo parecia pronto para liquidar a peleja, ao marcar mais duas vezes com Pelayo e David López e deixar o marcador em 6 a 3. Até a reação sensacional dos anfitriões a partir dos 39 do segundo tempo. O Numancia marcou três gols em seis minutos e buscou o empate por 6 a 6, com o veteraníssimo Carlos Aranda marcando o decisivo aos 45. O êxtase da torcida no Nuevo Estadio Los Pajaritos. E o 7 a 6 só não aconteceu por milagre, com duas defesaças dos goleiros nos acréscimos, além de uma bola salva pelo zagueiro Lugo em cima da linha.

Foi a primeira vez na história da segunda divisão espanhola que dois times marcaram mais de seis gols em um mesmo jogo. E acabou resgatando dois clássicos lendários do futebol no país: os 6 a 6 entre Real Madrid e Barcelona na semifinal da Copa do Rei de 1916, que classificou os merengues no jogo de desempate, e os 6 a 6 de Atlético de Madrid x Athletic Bilbao por La Liga 1949/50, no qual os mitos Zarra e Ben Barek brilharam. Este Numancia x Lugo pode não ter o mesmo glamour. De qualquer forma, já está na história.

Abaixo, o vídeo com os melhores momentos do jogo. Não espere muita qualidade das defesas, claro. E repare que ainda quase rolou um golaço do meio de campo:

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo