Espanha

O clamor popular está quase convencendo Del Bosque a levar o veterano Aduriz para a Euro

Morata encaixou-se na Juventus e, na temporada passada em especial, foi muito bem. O jovem Paco Alcácer dá mostras de ter um enorme potencial e mesmo atualmente já é capaz de fazer a diferença. Diego Costa parece estar voltando a seus melhores dias pelo Chelsea. Mas nenhum desses conquistou mais a torcida espanhola nesta temporada do que o veterano Aritz Aduriz. O clamor popular é enorme pela convocação do centroavante do Athletic Bilbao para a disputa da Eurocopa 2016, e Del Bosque, que até então não convocou o jogador, dá sinais de que pode dar o braço a torcer e levar o queridinho da galera para a competição.

VEJA TAMBÉM: Dez boas histórias para ficar de olho a partir da definição dos grupos da Euro 2016

Em entrevista ao jornal Marca, Del Bosque comentou o desempenho de Aduriz, afirmando que o jogador sempre teve um bom desempenho, mas nada estrondoso que fizesse seu nome ser pedido na seleção anteriormente e que, de fato, sua campanha nesta temporada merece reconhecimento. “É um caso excepcional, singular. Teve uma boa trajetória (na carreira), mas ninguém pedia que fosse à seleção. É o protótipo do que deve ser um centroavante. Quando todo o mundo diz que tem que vir, não seremos nós os espertões que diremos não. Vamos ver. Se o trouxermos, é pelos méritos que teve com sua equipe”, comentou o treinador.

Em 43 jogos na temporada, Aduriz, de 35 anos, anotou incríveis 30 gols, 17 deles por La Liga, sete pela Liga Europa, dois pela Copa do Rei e quatro pela Supercopa da Espanha. Seu desempenho neste último, em especial, já era um ótimo indício de que o atleta viria para uma campanha marcante em 2015/16. Contra o poderoso Barcelona, o Athletic não sucumbiu. Pelo contrário, conquistou em um dos jogos da decisão que abre a temporada espanhola uma vitória surpreendente por 4 a 0, e, naquele duelo, Aduriz foi a grande estrela, anotando um triplete. Com um início de temporada tão notável e com a constância que tem demonstrado, é natural que o apelo popular por sua convocação seja grande, e Del Bosque parece inclinado a responder positivamente à mensagem da torcida: “Não fazemos uma seleção por votação popular, mas quando todo o mundo diz ‘Aduriz, Aduriz, Aduriz’, em algo temos que pensar, não seremos os espertões”.

Busquets como pedra fundamental da seleção

A três meses do início da Eurocopa, a Espanha não goza do mesmo prestígio com que foi para a disputa da Copa do Mundo e da Euro passadas, por exemplo, mas ainda conta com jogadores de renome mundial em seu elenco, capazes de ditar o ritmo de partidas e até mesmo decidi-las. Recentemente, pelo desempenho cada vez mais essencial na solidez do meio de campo do Barcelona, Busquets parece ter sido alçado a essa condição, e as palavras de Del Bosque reforçam a impressão que hoje se tem do volante do Barça.

“Está em pleno rendimento, sente-se muito importante e faz o de sempre: ser sensível em seu jogo, aplicado na defesa e fazer com que as pessoas a seu redor também trabalhem. Temos que nos assegurar de que não haja grandes espaços às suas costas. Isso é muito importante para nós. É um jogador prioritário, que entende muito bem o jogo, capaz de pensar na equipe antes de pensar nele mesmo. É um tipo de jogador generoso, algo muito importante na zona em que joga. Apostar nele teve algo de intuição e também de sorte, porque fizemos isso com outros, e não tiveram, talvez por nossa culpa, o mesmo resultado”, elogiou o técnico da Roja.

Casillas no gol?

Apesar da mudança para o Porto e das falhas numerosas que tem tido em sua temporada de estreia no futebol português, Casillas segue com uma boa reputação com o treinador, que defende-se das críticas sobre a permanência do experiente goleiro no elenco da seleção. Para Del Bosque, trata-se, sobretudo, de respeito ao que o ídolo do Real Madrid fez pela Espanha. “Escolhemos porque não temos laços com ninguém. Às vezes, entendem mal quando digo de respeito a um jogador como o Iker. Ao mesmo tempo, temos que ser exigente. Não é ruim ter respeito a um jogador com 165 partidas pela Espanha. Nos fortalece ter figuras desta índole”, explicou.

Nos jogos da Espanha no ano passado, Casillas alternou a posição de titular com De Gea, do Manchester United, apontado pela maioria dos fãs e da imprensa espanhola como o herdeiro da posição na seleção. Caso Del Bosque de fato escolha o jogador dos Red Devils como titular para a Euro, o lugar de Casillas parece garantido, pelo menos para o banco de reservas, compondo o grupo e dando-lhe um peso importante de experiência. “Não tenho a menor dúvida (de que Iker seria um bom substituto). Claro que sim. Se pensasse que alguém pudesse gerar problemas por não jogar, não chamaria, seja ele ou qualquer outro.”

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!