EspanhaLa Liga

O adeus a San Mamés, um templo do futebol espanhol

O futebol espanhol se despediu de um de seus principais templos. O Estádio de San Mamés recebeu seu último jogo nesta quarta-feira. O amistoso entre o Athletic Bilbao e a seleção do País Basco marcou o adeus dos torcedores de “La Catedral”. O estádio, que completou 100 anos de existência em 2013, era o mais antigo dentre os utilizados em La Liga. Junto com seus portões, fecha uma página importante da história dos bascos.

Fundado em 1898, o Athletic se mudou à nova casa quando já era um dos clubes mais importantes da Espanha, quatro vezes campeão da Copa do Rei. O estádio foi nomeado em homenagem ao Asilo de San Mamés, vizinho ao terreno onde foi construído. E San Mamés também rendeu o apelido do clube: o mártir do Século III foi jogado aos leões. Ficou a alcunha de “leones”.

O primeiro ídolo de San Mamés ainda hoje é lembrado pelos espanhóis: mais do que o nome do prêmio dado ao artilheiro de La Liga, Pichichi foi um craque dos alvirrubros, defendendo o clube entre 1911 e 1921. Foi exatamente do atacante o primeiro gol no estádio, na partida inaugural contra o Racing de Irún. Autor de 101 tentos pelo Athletic e medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 1920, aposentou-se aos 29 anos e faleceu meses depois, após consumir ostras estragadas.

1780954_w2Em 1926, Pichichi ganhou um busto em San Mamés, homenagem justa a tudo o que fez com a camisa listrada. A partir de então, o estádio inaugurou uma de suas maiores tradições: todos os times que visitavam o local pela primeira vez, em forma de tributo, ofereciam flores à estátua do antigo artilheiro.

Inaugurado com capacidade para 3,5 mil espectadores, San Mamés cresceu gradativamente até 1953, quando chegou ao ápice de 48 mil lugares. Na mesma época, foi inaugurado o arco que marca a arquitetura do estádio, eliminando as colunas que existiam entre as arquibancadas. Já a última grande reforma aconteceu em 1997, quando foram eliminados os lugares em pé e a capacidade diminuiu para 40 mil pessoas.

Entre os grandes momentos de San Mamés, está o título do Athletic sobre o Atlético de Madrid na Copa do Rei de 1921. A goleada por 12 a 1 sobre o Barcelona em 1921. Os gols de Telmo Zarra, maior artilheiro da história de La Liga. A vitória debaixo de neve sobre o Manchester United por 5 a 3, nas quartas de final da Copa dos Campeões. A decisão da Copa da Uefa de 1977, quando perderam o título para a Juventus. Os três jogos da Copa do Mundo de 1982, incluindo Inglaterra e França. O triunfo sobre a Real Sociedad por 2 a 1, que selou o bicampeonato de La Liga em 1983/84, o último do clube.

1370468802_630417_1370504166_sumario_grande

Um dos últimos momentos marcantes de San Mamés aconteceu na temporada passada, graças às campanhas históricas até a decisão da Liga Europa e da Copa do Rei, na uma imponente vitória sobre o Manchester United. Se o último ano do estádio não foi feliz, a alegria ao menos foi retomada na partida final, quando alguns ídolos do passado voltaram a pisar no gramado. Dentre estes, José Ángel Iribar, recordista de jogos e lenda do gol dos leones, que voltou a usar luvas aos 70 anos de idade.

A última partida antes demolição de San Mamés não contou com vitória do Athletic: o placar por 1 a 0 foi favorável à seleção do País Basco, com um gol de Alain Arroyo, ex-canterano dos alvirrubros. A partir da próxima temporada, os leones utilizarão o moderno estádio de San Mamés Barria, com capacidade para 53 mil espectadores e avaliação máxima da Uefa. De recordação, fica o nome da velha casa dos bascos, a Catedral que serviu de santuário aos torcedores por um século.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo