Espanha

Anúncio de Mbappé no Real Madrid encerra novela longa; relembre os capítulos marcantes

Foram vários epísodios, reviravoltas e polêmicas para, enfim, o camisa 7 sair do PSG para o clube de Madrid

Uma novela que desgastou torcida, imprensa, os fãs de futebol e até os personagens envolvidos finalmente acabou nesta segunda-feira (3). Com contrato de cinco anos, Kylian Mbappé foi anunciado oficialmente pelo Real Madrid.

Não foi uma surpresa, visto a decisão do craque francês de sair do PSG ter sido vazada desde fevereiro desse ano. No mês passado, veio a oficialização da saída pelo atleta, para enfim o desfecho de hoje.

E foi uma longa trajetória até chegar aqui. Desde a infância, Mbappé, fã de Cristiano Ronaldo, sonhava em representar o Real, que tenta contratar o atacante há pelo menos sete anos.

Para relembrar essa trajetória, a Trivela reuniu uma linha do tempo de todas as idas e vindas dessa novela, com ajuda de um post da correspondente Tati Mantovani, da TNT Sports, publicado no X (ex-Twitter), em 2023.

2013: Mbappé fez teste no Real e paparicou CR7

Com apenas 14 anos, o garoto Kylian visitou o CT do Real Madrid para testes no clube. Ele teve a oportunidade de paparicar o ídolo Cristiano Ronaldo, aquele que estampava os pôsteres nas paredes do seu quarto.

– Cristiano Ronaldo é um ídolo da minha infância e foi um prazer conhecê-lo quando visitei Valdebebas [CT do Real] – revelou ao jornal Marca, em 2017.

– Quando eu era adolescente, eu era um verdadeiro fã de Cristiano Ronaldo, eu imitava seus gestos. Foi o meu aniversário de 14 anos, eu estava treinando uma semana com o Real Madrid e tive a sorte de conhecer Zinedine Zidane e Cristiano Ronaldo. Vi todos os jogadores do Real Madrid foi ótimo. – disse em entrevista ao Le Parisien, em 2018.

Pela idolatria ao português, maior artilheiro do Real, vestir a camisa branca do gigante da capital espanhola era algo que almejava.

Ainda em 2021, quando estava no PSG, publicou uma sua história em quadrinhos na qual expôs o sonho de jogar pelos Merengues.

Imagem

Por todo esse contexto, no anúncio desta segunda, Mbappé trouxe de volta a imagem ao lado do ídolo e tratou como sonho realizado a chegada ao Madrid.

Um sonho tornado realidade. Muito feliz e orgulhoso por fazer parte do meu clube dos sonhos. É impossível explicar o quanto me sinto feliz e entusiasmado neste momento. Mal posso esperar para ver vocês, Madridistas, e obrigado pelo seu incrível apoio. Hala Madrid!

Cristiano Ronaldo aproveitou o momento para celebrar a mudança no Instagram. O português, hoje no Al-Nassr, comentou que agora é a vez dele acompanhar e afirmou estar ansioso para ver o francês brilhar no Santiago Bernabéu.

Imagem
Mbappé e Cristiano Ronaldo na visita ao CT do Real, em 2013 (Foto: Reprodução)

2017: a primeira investida do Real, e a recusa do francês

Após aquela temporada sensacional pelo Mônaco, semifinalista da Champions League 2016/17, Mbappé despertou interesse dos maiores clubes europeus.

Vendo o interesse de PSG e Real, o jovem, então com 18 anos, optou por ficar em seu país. A justificativa foi exatamente essa, defender o time de Paris, cidade onde nasceu.

– Houve muitos rumores de transferência. É claro que conversamos [com o Real Madrid], mas acho que agora é passado para mim e para o Real Madrid também. […] O PSG é o time da minha cidade. É como se uma criança de Madri tivesse a chance de jogar no seu time e vai para outro lugar, para outro país. Eu queria jogar no PSG. – reiterou na mesma entrevista ao Marca.

2021: PSG recusou proposta

A primeira proposta oficial do Real, segundo o Marca, foi no verão europeu de 2021, por incríveis 200 milhões de euros.

Naquela época, o contrato de Kylian com o clube parisiense só ia até o ano seguinte, mas eles não mostraram medo em perdê-lo de graça: recusaram prontamente.

No fim, mostrou-se certo, visto a escolha do jogador na sequência.

2022: a renovação inesperada e a provocação de Florentino

A situação de dois anos atrás era bem parecida com o que aconteceu agora. O contrato de Mbappé estava acabando, já negociava com o Real e parecia a mudança natural.

Não aconteceu. O jovem aceitou uma renovação até 2024, com possibilidade de estender por mais um ano, talvez influenciado pelo clima que traria para Copa do Mundo no fim daquele ano.

– Quero agradecer sinceramente o Real Madrid e seu presidente, Florentino Pérez. Reconheço a oportunidade e o privilégio que é ser desejo de tal instituição. Eu imagino a decepção. Ela está à altura da minha hesitação. Serei seu primeiro torcedor na final da Champions League, em Paris. Minha casa. – afirmou Mbappé em carta divulgada após renovar com o PSG em 2022.

Essa escolha causou muita revolta da imprensa e torcida na Espanha. Parecia uma ruptura total, o negócio não aconteceria nunca mais.

Ele mudou seu sonho [de jogar no Real], não é o Mbappé que conhecíamos. Até o presidente da república [da França, Emmanuel Macron] falou com ele; […] Eles o pressionaram muito, e agora ele é um jogador diferente. Como dizia Di Stefano, não há ninguém acima de um clube. Tenho carinho por Mbappé, mas existem alguns princípios que eu não podia mudar – disparou o presidente do Real, Florentino Pérez, em entrevista ao programa El Chiringuito.

Antes da final da Champions de 2022, alguns torcedores do Real protestaram contra o francês: ”Mbappé, filho da p***”, gritavam os fãs do lado de fora do Parque dos Príncipes, palco da decisão naquele ano.

Com mais o título europeu do Real, Florentino ironizou o atacante ao dizer que já deveria “estar arrependido”.

Passaram dois anos, o clube espanhol conquistou mais uma Champions, e Mbappé amargou eliminações europeias em Paris.

2023: começam os boatos de saída no fim de contrato

No ano passado, voltou ao mesmo cenário de 2021: o camisa 7 tinha apenas mais uma temporada em Paris por contrato. Porém, dessa vez, Florentino não faria nenhuma proposta depois da negativa em 2022.

Abordado por um torcedor no meio de 2023, o presidente do Real disse que Mbappé viria ao clube, “mas não este ano”.

Aí, começaram as especulações. A mídia da França publicou que o jogador já teria comunicado ao PSG que não estenderia o vínculo até 2025. Nesse momento, Kylian recebeu proposta milionária da Arábia Saudita e recusou.

O clube retaliou: não levou o campeão do mundo com a França em 2018 para a pré-temporada no Japão e o deixou fora dos relacionados na primeira rodada da Ligue 1 2023/24.

Seria apenas o início de uma série de “punições” de Luis Enrique. Mbappé passou a ser substituído cedo ou ficar no banco em algumas rodadas durante a temporada.

Segundo o técnico, era para acostumar o time a jogar sem o craque. Bom, veremos em 2024/25 se realmente deu certo.

2024: a despedida do PSG

Após a confirmação da imprensa desde fevereiro, Mbappé finalmente assumiu em 10 de maio de 2024 que sairia do clube ao término do contrato.

— Eu queria anunciar para todos vocês que este é o meu último ano no Paris Saint-Germain. Eu não vou renovar e a aventura vai chegar ao fim. […] É duro, eu nunca pensei que seria tão difícil anunciar isso. Deixar meu país, a França, a Ligue 1, um campeonato que eu sempre conheci. Mas eu acho que eu precisava disso, de um novo desafio, depois de sete anos.

A despedida veio com o que o atacante se acostumou nas sete temporadas em Paris: título. Com atuação apagada do craque, o PSG conquistou a Copa da França em cima do Lyon no fim de maio.

No total foram 15 taças e 256 gols em 308 jogos, faltando apenas a Champions, competição que ficou com o vice em 2020.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Nascido e criado em São Paulo, é jornalista pela Universidade Paulista (UNIP). Já passou por Yahoo!, Premier League Brasil e The Clutch, além de assessorias de imprensa. Escreve sobre futebol nacional e internacional na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo