La Liga

Sevilla ganha antes da Champions – mas sofre no final

Se no Campeonato Espanhol manter a vaga nas competições continentais é o que lhe resta, o Sevilla começou a 24ª rodada de La Liga sabendo: uma vitória manteria o ambiente calmo para o jogo realmente importante – contra o Manchester United, na próxima quarta, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. E os Rojiblancos cumpriram a tarefa sem muitos problemas, fazendo 2 a 1 no Las Palmas, fora de casa. Apenas sofreram nos últimos dez minutos de jogo, com certas dificuldades.

Se foi assim no fim, porém, o primeiro tempo foi de plena tranquilidade para os visitantes. Já aos três minutos, poderia ter vindo o gol: Wissam Ben Yedder saiu da linha de impedimento em condição legal, driblou o goleiro Leandro Chichizola quando este saiu do gol, mas errou a finalização: chutou em cima de David García, na pequena área, que salvou o time das Ilhas Canárias. Depois, aos 16, Pablo Sarabia recebeu a bola na área e tentou o arremate em diagonal, mas Chichizola pegou sem problemas. O Las Palmas, por sua vez, só ameaçou aos 30 minutos: mesmo impedido, Jonathan Calleri cabeceou após cobrança de falta, o goleiro Sergio Rico precisou pular no canto baixo direito para desviar, a bola bateu na trave e só aí Steven N’Zonzi tirou da área.

Coube a Sarabia fazer uma grande jogada no lance do primeiro gol do Sevilla, aos 35 minutos: o espanhol driblou o zagueiro Matías Aguirregaray com um corte seco, na direita da grande área, chutou cruzado, e Ben Yedder desviou para fazer o 1 a 0. Se participou com boa jogada no primeiro gol, Sarabia fez ele mesmo o segundo – já na etapa final, aos cinco minutos. Pela direita, Ben Yedder recuou a bola a  Franco Vázquez, e este cruzou para que Sarabia desviasse levemente, tirando as chances de Chichizola defender.

Com a vitória encaminhada, os sevilhistas só tiveram problemas com os adversários auriazuis no final da partida. Primeiro, aos 39 minutos, com o gol de honra: Alen Halilovic foi derrubado na área por Miguel Layún, o pênalti foi marcado, e Jonathan Calleri converteu a cobrança. Depois, no último minuto, o susto foi maior: aos 47, Alejandro Gálvez chegou a fazer o gol de empate, mas o juiz o anulou, alegando impedimento. E o Sevilla pôde celebrar os três pontos que o fizeram passar momentaneamente à frente do Villarreal na tabela do Espanhol. Agora, o foco é na Liga dos Campeões.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo