La Liga

Nada dá certo para o Sevilla, que foi abandonado de vez pela sorte na derrota para a Real Sociedad

Com gol contra bizarro do goleiro reserva e golaço de atacante que não marcava há mais de um ano, o Sevilla foi derrotado pela Real Sociedad e segue se afundando em La Liga

A fase do Sevilla vai de mal a pior. A equipe comandada por Diego Alonso voltou da Data Fifa de novembro com o objetivo de voltar a vencer em La Liga após seis jogos e provar que retornou aos trilhos com a pausa. Mas realmente nada parece dar certo para os rojiblancos, que foram perderam por 2 a 1 para uma ainda embalada Real Sociedad, no Estádio Anoeta, neste domingo (26). A derrota até seria normal tendo em vista o momento dos dois times, mas as bizarrices relacionadas aos dois gols dos donos da casa deixaram evidente que nem mesmo a sorte está com o clube de Andaluzia.

A Real Sociedad abriu o placar logo aos três minutos de partida com um gol contra do goleiro Marko Dmitrović, que teve a chance de substituir o lesionado e contestado Orjan Nyland, mas foi infeliz ao tentar defender uma cobrança de falta e acabou mandando contra a própria rede no rebote. Depois, o atacante Umar Sadiq anotou um golaço de rara facilidade com um forte chute de muito longe, quebrando um jejum de mais de um ano sem marcar. Coisas que atualmente só acontecem com o Sevilla.

Os visitantes diminuíram com Youssef En-Nesyri já no segundo tempo, mas não conseguiram igualar o marcador por mais que tenham insistido bastante. No fim, Sergio Ramos e Jesús Navas ainda foram expulsos, corando mais um dia para o time rojiblanco esquecer. Com 12 pontos em 13 jogos e apenas duas vitórias, o Sevilla é o 15º colocado de La Liga e terá como próximo compromisso o PSV, no Ramón Sánchez Pizjuán, pela quinta rodada da fase de grupos da Champions League. Em caso de derrota, estará eliminado do principal torneio de clubes da Europa.

A Real Sociedad, por outro lado, vive um momento excelente. Líder do Grupo D da Champions e classificada para as oitavas de final com duas rodadas de antecedência, a equipe de Imanol Alguacil agora tem 25 pontos em 14 partidas em La Liga e aparece em quinto lugar.

Como foi o jogo

Foram necessários apenas três minutos de jogo para saber que a sorte não havia retornado para Sevilla na Data Fifa. Em falta próxima à área pela esquerda, Ander Barrenetxea finalizou fechado no ângulo direito de Marko Dmitrović. O goleiro sérvio até defendeu, mas espalmou diretamente no próprio pé direito e acabou marcando contra, colocando a Real Sociedad em vantagem.

O Sevilla até tentou responder e buscar o empate rapidamente, mas Álex Remiro defendeu um cruzamento desviado que quase o encobriu e um chute de esquerda de En-Nesyri dentro da área. As infelicidades visitantes não acabariam por aí, e Umar Sadiq ampliou para a Real Sociedad aos 21 minutos. Depois de limpar a marcação duas vezes, o nigeriano arrematou de longe pela direita e acertou em cheio o ângulo esquerdo de Dmitrović, que nada pôde fazer para evitar o primeiro gol do atacante desde setembro de 2022.

Com o 2 a 0 no placar, a Real Sociedad controlou o restante da primeira etapa e estava confortável na partida. Mas o Sevilla voltou melhor do intervalo e incomodou bastante no segundo tempo. Aos 14 minutos, Aihen Muñoz cruzou da esquerda para o meio da área, onde En-Nesyri cabeceou e, enfim, teve sorte com um desvio na marcação que matou Remiro no lance, diminuindo para 2 a 1.

O mesmo En-Nesyri quase deixou tudo igual seis minutos depois, recebendo cruzamento rasteiro quase na marca do pênalti e carimbando a trave com um chute de primeira de canhota. O estoque de sorte rojiblanco pareceu ter sido gasto com o gol do marroquino, e as coisas voltaram a não funcionar. O Sevilla até foi chegava até a área mandante em jogadas pelos lados e lançamentos longos, mas se limitava a cruzar de qualquer jeito.

As esperanças de conquistar ao menos um ponto acabaram de vez aos 40 minutos, quando Sergio Ramos fez falta na entrada da área, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Na sequência, Navas recebeu cartão vermelho direto por reclamação e sacramentou a vitória da Real Sociedad.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo