La Liga

‘Imagens escolhidas foram ruins’: empresa que comanda o VAR na Espanha fala contra o Real Madrid

Jogadores do Almería ficaram irritados com a arbitragem de Francisco Hernandez Maeso

Sem dúvidas, a atuação do árbitro Francisco Hernandez Maeso e do responsável pelo VAR, Hernàndez Hernández, no confronto emocionante entre Real Madrid e Almería pela 21ª rodada da La Liga, vai ficar marcada na história do futebol espanhol como uma das mais polêmicas dos últimos tempos. O juiz teve influência direta em ao menos três lances capitais da partida. O mais polêmico deles envolve Vinícius Jr., que aos 21 minutos do 2º tempo marcou o segundo gol do time Merengue no jogo, empatando a partida em 2 x 2.

Vale lembrar que o Almería, lanterna da La Liga, havia aberto dois gols de vantagem no 1º tempo com Largie Ramazani e Edgar González. No lance em questão, Rudiger cruzou para a área e o atacante brasileiro dividiu com a marcação do time adversário e anotou o gol, anulado inicialmente por Francisco Hernández Maeso por possível toque no braço. Todavia, Hernández Hernández chama o árbitro principal para revisar o lance no VAR, pois Vinícius teria tocado a bola com o ombro, o que não caracterizaria a falta.

Acertou no ombro direito, aí está. Acertou no ombro. Você avalia a possível falta no ataque”, disse o responsável pelo VAR, Hernández Hernández. Ao que Maeso responde: “Concordo com você e a bola bate no meu ombro. Perfeito, ele acerta com o ombro e é um gol válido. Vou marcar gol, não há falta”.

Jaumes Roures, fundador da empresa Mediapro, responsável por gerar as imagens do VAR na La Liga acredita que as imagens escolhidas para revisão no momento do gol de Vinícius Jr. não foram as mais adequadas, o que teria deixado o árbitro em dúvida sobre a anulação ou não do gol. Para o empresário, em entrevista ao Marca nesta segunda-feira (22), não há dúvidas de que a boa tenha batido em seu braço, mas o ângulo de câmera mostrado ao juiz teria o deixado confuso e com a interpretação de que a jogada foi com o ombro.

“O que quero ressaltar é que as imagens do gol do Vinicius,  dá para ver que acertou no braço dele e não há discussão, foram imagens ruins. A repetição de um plano frontal da jogada deixa claro que ele meteu com o braço para mim”, disse Jaumes.

Ao menos mais duas revisões do VAR beneficiaram o Real Madrid

A jornada desastrosa de Francisco Hernández dentro de campo e Hernández Hernández no VAR deixaram os torcedores do Almería ensandecidos, ao passo de considerarem que houve “roubo” deliberado em favor do Real Madrid na jornada deste domingo (21). Além do polêmico gol de Vinícius Jr. , outra decisão polêmica da arbitragem envolveu o zagueiro brasileiro Kaiky quando o jogo ainda estava 2 x 0 em favor do Almería.

Aos dez minutos do 2º tempo o defensor subiu com o braço aberto após uma jogada aérea e o VAR acabou confirmando um toque de mão do jogador após cabeceio. Os Rojiblancos reclamaram que houve falta na jogada, o que não foi observado pela arbitragem de vídeo. Com o pênalti assinalado, Bellingham cobrou e diminuiu o marcador para o time madrilenho.

Para piorar a situação do Almería, a arbitragem do jogo ainda anulou um gol do time visitante, marcado por Sergio Arribas, por suposta falta de Dion Lopy no início da jogada, quando o jogo estava 2 x 1 em favor dos Rojiblancos.

O detalhe é que o árbitro do jogo estava de frente para o lance e mandou o jogo seguir, apenas depois do chamado do VAR, Francisco observou falta na jogada, amarelou Lopy e ainda anulou o gol do Almería, levando os jogadores à loucura no Santiago Bernabéu.

Como tudo o que está ruim pode piorar, o lanterna da La liga ainda sofreu o terceiro gol do Real Madrid, anotado por Carvajal, que sacramentou a vitória do time Merengue no jogo e aumentou ainda mais o desespero dos Rojiblancos na La Liga.

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo