La Liga

Mais líder do que nunca, Real Madrid afunda Celta de Vigo e segue imbatível em La Liga

Vinicius Júnior marca o primeiro e abre o caminho para goleada por 4 a 0 do Real Madrid no Bernabéu

Apesar de ter assegurado a classificação para as quartas de final da Champions League, o Real Madrid não performou bem na última quarta-feira (6), quando só empatou por 1 a 1 com o RB Leipzig, em casa. Por isso, neste domingo (10), no mesmo Santiago Bernabéu, o objetivo da equipe merengue era vencer e voltar a convencer. Diante do modesto Celta de Vigo, os comandados de Carlo Ancelotti alcançaram tal meta. Goleada por 4 a 0, atuação de almanaque e mais três pontos na tabela de La Liga.

Com a vitória, o líder Real Madrid foi a 69 pontos e manteve a diferença de sete em relação ao segundo lugar Girona, que também venceu na rodada. Os merengues voltam a campo no próximo sábado (16), quando visitam o Osasuna, em jogo válido pela 29ª rodada de La Liga. A bola rola a partir de 12h15 (horário de Brasília), no Estádio Reyno de Navarra.

O Celta de Vigo, por sua vez, vive um drama. Estacionado na 17ª colocação, com 24, os Célticos viram o Cádiz, time que abre a zona de rebaixamento de La Liga, vencer o Atlético de Madrid na rodada e encurtar para apenas dois pontos a diferença. Sevilla, no domingo (17), é o próximo adversário da equipe comandada por Rafa Benítez.

Vinicius Júnior, sempre ele, vence retranca do Celta e coloca Real Madrid em vantagem

Posse de bola, forte pressão e dominância ofensiva. Desde o pontapé inicial, o Real Madrid fez aquilo que todos já esperavam: encurralou o Celta de Vigo e controlou completamente as ações no Bernabéu. A dúvida era quanto tempo a equipe visitante suportaria a blitz sem ser vazada. Ciente de que sofreria durante os 90 minutos, o goleiro Guaita precisou trabalhar um bocado. Encaixou chute colocado de Camavinga e espalmou, no reflexo, uma cabeçada perigosa do volante francês.

O Celta se segurava como podia. Baixou suas linhas, fechou os espaços e dificultou ao máximo os homens de frente do Real Madrid. No entanto, se estava difícil chegar pelo chão, os merengues apelaram para bola aérea. Em cobrança de escanteio de Modric, Rüdiger subiu no segundo andar, testou consciente e parou em defesa espetacular de Guaita. No rebote, Vinicius Júnior chutou e viu o arqueiro rival operar novo milagre. Para sorte do atacante brasileiro, a bola voltou em seus pés e, dessa vez, não teve jeito. O camisa 7 estufou as redes e abriu o placar.

O desejo do Real Madrid era aumentar a vantagem ainda no primeiro tempo e ter uma etapa complementar tranquila. Bom, não foi por falta de tentativa que os madridistas não conseguiram isso. Rodrygo, Camavinga (de novo) e Vinicius Júnior criaram situações de gol, porém esbarraram na boa atuação de Guaita. De fato, se não fosse pelo experiente goleiro de 37 anos, os Célticos certamente iriam para o intervalo com um prejuízo maior nas costas.

Arda Güler deixa sua marca nos acréscimos e fecha goleada do Real

Atrás no placar e muito próximo da zona de rebaixamento, o Celta não tinha outra alternativa no segundo tempo a não ser sair para o jogo e buscar ao menos um empate no Bernabéu. Até tentou. Os visitantes subiram as linhas, passaram a jogar no campo de ataque e a ameaçar a defesa merengue. Em contrapartida, ao se abrir, os Célticos sabiam dos riscos de contragolpe.

Mesmo com a mudança de postura do Celta, foi o Real Madrid quem teve as melhores chances de marcar na etapa complementar. Assim como no primeiro tempo, Rodrygo parou em Guaita. Vinicius também tentou, mas facilitou a vida do goleiro espanhol ao chutar fraco e rasteiro. O tempo ia passando e o clube merengue não conseguia matar o jogo. Preocupado na área técnica, Ancelotti chamou Joselu. O intuito era ganhar presença de área e aumentar o poder de finalização madridista.

A estratégia do treinador italiano deu certo, mas não foi um homem de frente que ampliou o placar para o Real. Repetindo a jogada do primeiro gol, Modric cobrou escanteio na cabeça de Rüdiger e o zagueiro alemão, no meio da área, testou firme. Antes de entrar, a bola explodiu no travessão e bateu nas costas de Guaita. Na súmula, o árbitro deu tento contra do arqueiro.

E não é que deu tempo do Celta marcar mais um gol contra… Já nos minutos finais, Vinicius Júnior cruzou para área, Guaita saiu de maneira atabalhoada do gol e confundiu o zagueiro Carlos Domínguez, que acabou jogando contra a própria meta. A facilidade madridista era tanta que Arda Güler, que havia acabado de entrar (aos 44′), deixou o seu. O meia-atacante turco, que sofreu com diversas lesões desde que chegou ao clube espanhol, mostrou categoria ao driblar o goleiro, balançar as redes e transformar a vitória merengue em goleada.

Estatísticas de Real Madrid 4 a 0 Celta de Vigo

  • Posse de bola: 64% x 36%
  • Faltas: 8 a 13
  • Finalizações: 24 a 11
  • Finalizações no gol: 13 a 1
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo