La Liga

O grande jogo de Kroos foi a melhor notícia na vitória do Real Madrid sobre o Rayo

Alemão marcou um golaço e fez ótima partida; Vinícius Júnior e Benzema também foram bem, mas Rayo deu sufoco quando Falcao entrou

O Real Madrid conseguiu uma vitória sobre o Rayo Vallecano por 2 a 1 que teve alguma dose de sufoco, é verdade, mas também teve ótimo futebol apresentado pelos merengues. Faltou controlar melhor o jogo para não passar tanto sufoco, mesmo assim, dá para dizer que o time de Carlo Ancelotti poderia ter decidido o jogo mais cedo e matado a partida antes, não dando muita margem ao risco que correu no final.

Eduardo Camavinga ganhou a chance de começar o jogo no lugar de Luka Modric. Marco Asensio foi outro a ganhar oportunidade de começar o jogo no ataque, ao lado de Vinícius Júnior e Karim Benzema. No mais, Carlo Ancelotti manteve o time titular habitual para a partida. No Rayo Vallecano, Falcao Garcia não começou o jogo como titular, por não ter condições físicas.

O Real Madrid abriu o placar com participação de Vinícius Júnior. O atacante recebeu em velocidade, saindo da esquerda para a direita, tocou para Marco Asensio e o espanhol rolou para o meio, onde estava Toni Kroos. O alemão, com a categoria que lhe é peculiar, bateu de primeira, no ângulo, e marcou um golaço: 1 a 0. O gol inicialmente não foi marcado por impedimento, mas o VAR confirmou que não houve irregularidade.

Os merengues dominavam a partida com certa tranquilidade. Assim, veio a ampliação do placar aos 38 minutos. David Alaba fez mais uma das suas: mesmo atuando como zagueiro, ele avançou pela esquerda e cruzou para a área, onde encontrou Benzema livre para tocar para o fundo do gol. Com 2 a 0 no placar, o jogo parecia tranquilo.

No início da etapa final, o Real Madrid ficou perto de ampliar o placar. Perdeu algumas chances, uma delas com Vinícius Júnior, que driblou vários jogadores e quase marcou um golaço. A zaga salvou quase em cima da linha, depois da bola ter já passado pelo goleiro. Tudo parecia tranquilo, mas a coisas se complicaram.

Falcao García entrou em campo aos 24 minutos e, aos 31, já conseguiu marcar. Ele aproveitou um cruzamento de Álvaro García e cabeceou, a bola ainda desviou em Alaba e entrou. O Rayo diminuía o placar para 2 a 1. O primo pobre de Madri passou a levar perigo, mas perderia a sua melhor arma: Falcao sentiu a lesão e precisou sair aos 36.

Ancelotti também mudou o time. Colocou Lucas Vázquez no lugar de Asensio e Eden Hazard no lugar de Benzema. Nos acréscimos, ainda gastou tempo colocando Nacho Fernández no lugar de Daniel Carvajal.

No fim, uma vitória que teve até mais futebol do que o placar mostra. Toni Kroos fez uma excelente partida no primeiro tempo e grande parte do segundo. Vinícius Júnior e Benzema mais uma vez foram bem, os dois destaques do time. Vale também falar sobre Alaba, um zagueiro incrivelmente técnico, que tem ajudado na construção e contribuído com gols. Neste sábado foi com assistência e no clássico contra o Barcelona tinha sido com gol.

A vitória foi importante para reassumir a liderança de La Liga com 27 pontos, à frente da Real Sociedad, que tem 25. O Rayo, que ainda faz uma ótima campanha, está em sexto, com 20 pontos. Dois pontos a mais que o Barcelona, nono colocado.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo