La Liga

O Elche impunha outro jogo duro ao Barcelona, mas Messi liderou a vitória no segundo tempo

O Barcelona vinha de uma semana para esquecer, após a derrota contra o Paris Saint-Germain e também o empate cedido ao Cádiz. Nesta quarta-feira, os blaugranas voltaram ao Camp Nou para cumprir um jogo atrasado contra o Elche pelo Campeonato Espanhol. Ao menos, deu para conquistar a vitória que tranquiliza um pouco o ambiente. Depois de um primeiro tempo abaixo da crítica, o Barça definiu a vitória na segunda etapa. Contou com Messi inspirado, mas também lances brilhantes de Frenkie de Jong e Braithwaite para se associar ao craque. O triunfo por 3 a 0 deixa os catalães no páreo pela primeira colocação.

O Barcelona realizou uma série de mudanças em relação aos tropeços na última semana. Eram cinco novos titulares: Óscar Mingueza, Samuel Umtiti, Miralem Pjanic, Francisco Trincão e Martin Braithwaite. Lionel Messi seguia como referência da equipe, mas não foram as novidades que permitiram um primeiro tempo confortável no Camp Nou. De novo, os blaugranas batiam contra a parede adversária. E ainda correram seus riscos.

Logo no primeiro minuto, o Barcelona desperdiçou uma boa chance com Trincão, que parou em ótima defesa do goleiro Edgard Badía. No entanto, o Elche também poderia ter aberto o placar logo depois, numa bola solta dentro da área que Lucas Boyé mandou por cima do travessão. Os franjiverdes faziam uma boa partida, dentro de sua proposta. Travavam a posse de bola do Barça, sem permitir os passes em profundidade, e atacavam com velocidade a partir das roubadas. De qualquer maneira, Badía seria o melhor do time na primeira etapa.

O goleiro do Elche operou outro milagre aos 20 minutos. Numa boa jogada de Frenkie de Jong e Messi, Trincão de novo teve espaço para definir, após passar pela marcação, mas o tiro à queima-roupa acabou defendido por Badía. E que o jogo não contasse com grande pressão do Barcelona, o arqueiro apareceu mais uma vez aos 30, para salvar uma cabeçada de De Jong e ver Pedri mandar para fora o rebote. Com a resistência funcionando, os franjiverdes aguardavam suas brechas e de novo ameaçaram pouco antes do intervalo. Marc-André ter Stegen espalmou o contragolpe concluído por Pere Milla. Os visitantes tinham seus escapes.

O Barcelona voltou para o segundo tempo com Ousmane Dembélé no lugar de Miralem Pjanic, para ter mais capacidade ofensiva. E o gol saiu logo aos três minutos, muito mais na conta de Messi. O camisa 10 recebeu na intermediária e partiu com tudo. Perseguido pela marcação, o craque tabelou com Braithwaite, que devolveu de letra. O passe deixou Messi de frente para o gol e, por mais que Badía tenha tocado na bola, não conseguiu evitar o tento. O Barça ganhava tranquilidade para fazer seu jogo.

Depois de primeiros minutos mais intensos, o Barcelona até viu o Elche sair mais para o jogo. No entanto, os blaugranas mantinham o controle. E quando foi possível encaixar um bom ataque, a equipe ganhou tranquilidade com o segundo gol, aos 24. De Jong fez uma jogada digna de Messi, ao arrancar do centro do campo e enfileirar a marcação, até invadir a área. Porém, a conclusão seria mesmo de Messi, com seu toque especial. O camisa 10 teve enorme calma para se desvencilhar de dois adversários, antes de tocar na saída de Badía. Foi o 18° tento do argentino nesta edição de La Liga, dois a mais que Luis Suárez, para assumir a artilharia isolada.

E o terceiro gol do Barcelona viria quatro minutos depois. Messi cruzou, Braithwaite aparou de cabeça e Jordi Alba apareceu na área para completar com uma acrobacia. Depois disso, o Elche tentava fazer o gol de honra, mas o jogo ficou muito mais aberto aos ataques em velocidade dos blaugranas. O Barça queria golear, especialmente graças aos substitutos. Antoine Griezmann carimbou o travessão aos 37, num lance em que invadiu a área sozinho, e também perdoou no rebote. Mesmo sem acelerar tanto, os blaugranas seguiam mais dispostos, mas acabaram se satisfazendo com os três gols no marcador.

O Barcelona soma 50 pontos no Campeonato Espanhol. Tem dois a menos que o Real Madrid e cinco a menos que o líder Atlético de Madrid, este com uma partida a menos. Não foi a partida dos sonhos, mas Messi ainda garante pontos essenciais e o resultado é importante à recuperação dos blaugranas na tabela. Na próxima rodada, os catalães terão parada dura, com o confronto direito diante do Sevilla na Andaluzia. O Elche, na outra ponta da classificação, soma 21 pontos e aparece na zona de rebaixamento, ocupando o 18° lugar.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.