La Liga

Matheus Cunha chegou mostrando domínio do espanhol na sua primeira entrevista pelo Atlético de Madrid

Feliz por ser contratado pelo Atlético de Madrid, Matheus Cunha gastou o seu espanhol para ressaltar seu orgulho como rojiblanco

Matheus Cunha jamais jogou na Espanha, ou em qualquer país que fale espanhol, mas na sua primeira entrevista como jogador do Atlético de Madrid, mostrou que domina a língua. Ele foi anunciado como contratação nesta quarta-feira, em transferência de € 30 milhões. Aos 22 anos, o brasileiro ressaltou como é um sonho jogar pelos colchoneros e parece muito feliz com a transferência, depois de passar antes por Sion, RB Leipzig e Hertha Belim no futebol europeu.

“Estar no Atlético é um sentimento inexplicável. É um clube que acompanho desde pequeno. Estou muito orgulhoso e muito contente de ver como as pessoas me receberam. Quero senti o mais rápido possível esse reconhecimento”, comentou o atacante à TV do clube.

“Estou muito orgulhoso de estar aqui, quero conhecer o mais rápido possível meus companheiros, que têm uma qualidade imensa. Estou muito feliz e quero estar em contato com os torcedores para sentir o que é o Atlético”, continuou o brasileiro.

Cunha repetiu diversas vezes sobre a sua satisfação por defender o clube. “Vejo o Atlético como um dos principais clubes do mundo. Quando escolhi jogar pelo Atleti, foi fácil, sempre tive na cabeça jogar no mais alto nível e aqui é o que quero fazer”, contou. “Queremos sempre jogar onde as pessoas te querem. Me senti muito bem com a recepção dos torcedores e de todas as pessoas do clube. São pessoas muito amáveis, estou muito feliz”.

Antes de chegar ao Atleti, Matheus Cunha “Felipe me falou um pouco de Madri e do Atleti, mas não muito, com Lodi falo mais por causa da idade. Sempre fomos rivais nos dérbis da cidade e quando éramos pequenos. Estou muito contente de jogar com eles, que são dois craques”.

Cunha foi perguntado sobre como será trabalhar com Diego Simeone, um técnico badalado e entre os mais importantes do mundo. “Todos os jogadores têm vontade de conhecer seu treinador, e um pouco mais pelo nome que tem e por ser quem é. Ele fez história no futebol e quero conhecê-lo o mais rápido possível para entender e fazer as coisas bem”.

O atacante chega para seguir com uma tradição de jogadores brasileiros no Atlético de Madrid. Recentemente, passaram pelo clube Diego Costa, Filipe Luís, Miranda e Diego Ribas. Cunha inclusive terá algo em comum com Diego Costa: vestirá a camisa 19, a mesma do jogador que agora está no Atlético Mineiro.

“Cada um tem sua história e quero escrever a minha com muito êxito, como todos os brasileiros que estiveram aqui. Quero que lembrem do meu nome. Aúpa, Atleti!”.

Assista à entrevista de Matheus Cunha à TV do Atlético de Madrid:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo