La Liga

Com Stuani e Yan Couto heróicos, Girona vira sobre Valencia no fim e mantém conto de fadas em La Liga

A dupla foi a grande responsável por garantir vitória que devolveu a liderança ao Girona, que agora seca o Real Madrid na rodada

Neste sábado (2), o Girona venceu o Valencia por 2 x 1, de virada, no Estádio Montilivi, pela 15ª rodada de LaLiga. Com o resultado, os Brancos e Vermelhos se mantiveram na liderança do campeonato com 38 pontos, três acima do vice-líder Real Madrid, que ainda joga na rodada. Já os Morcegos continuaram na 10ª posição com 19 pontos.

Mais do que isso, a equipe de Michel provou – mais uma vez – que não é uma zebra na Espanha, mas sim a grande sensação da temporada. O time de Ruben Baraja até tentou, mas foi incapaz de parar o estilo de jogo ofensivo, sem dar sossego para o adversário, do Girona. Entretanto, a partida foi mais dramática do que o esperado.

Primeiro tempo sem grandes emoções

O 1º tempo entre Girona x Valencia faltou emoção. Tanto que a primeira finalização só aconteceu aos 21 minutos, quando Fran Pérez arriscou o chute, mas a bola não acertou a meta defendida por Paulo Gazzaniga. Oito minutos depois, os Morcegos voltaram a apresentar perigo quando Diego López finalizou, mas a chance parou na defesa dos Brancos e Vermelhos.

Somente aos 42 minutos da etapa inicial que o Valencia tentou apresentar perigo, quando Gabriel Paulista finalizou para fora. E foi isso até a ida para o intervalo. Na briga pela liderança de LaLiga, o Girona dominou a posse de bola (72%), mas não conseguiu transformar o controle de jogo em jogadas de ataque.

Mais do que isso, caiu na boa marcação do Valencia, que conseguiu fazer o adversário ficar em impedimento seis vezes só no 1º tempo. Na etapa final, sobrou emoção até o último minuto, já que ambas equipes conseguiram balançar as redes.

O sonho de fazer história está mais vivo do que nunca

O 2º tempo reserveu um domínio ainda maior dos Brancos e Vermelhos, que precisavam de uma vitória para seguir na ponta da tabela. Aos cinco minutos, Aleix Garcia chutou no alvo, mas foi parado pela defesa dos Morcegos. Quatro minutos depois, o volante voltou a finalizar, mas não conseguiu estufar as redes.

Aos 10 minutos da etapa final, o Girona sofreu um duro golpe. Com a licença poética do trocadilho, Hugo Duro saiu em contra-ataque do meio-campo, pegando a defesa rival toda desarrumada. Até mesmo Gazzaniga estava correndo de costas para o atacante em direção ao gol. Dentro da grande área, o atacante do Valencia encobriu o goleiro com uma bela cavadinha para inaugurar o marcador.

Atrás no placar, os Brancos e Vermelhos continuaram pressionando a defesa dos Morcegos. Aos 29 minutos do 2º tempo, de novo em contra-ataque, o Valencia enfiou uma bola rasteira para Folquier, livre, na entrada da grande área. Ele bateu de primeira, mas foi parado com grande defesa do arqueiro do Girona.

Já aos 35 minutos da etapa final, Viktor Tsygankov cruzou em direção à pequena área e encontrou Stuani. O centroavante uruguaio cabeceou à queima-roupa no goleiro Giorgi Mamard­ashvili, que espalmou. Mas seria dos pés do jogador de 37 anos que a virada do Girona se concretizaria.

No minuto seguinte, Yan Couto cruzou do lado direito de ataque em direção à segunda trave do Valencia. A bola viajou sem ser interceptada pela defesa, sobrando limpa para Stuani ter o trabalho de balançar as redes quase dentro do gol. E em jogada quase idêntica, o Valencia viu o resultado mudar completamente.

O lateral brasileiro, mais uma vez, cruzou a bola em direção à àrea dos Morcegos, dessa vez por baixo. A bola chegou no atacante uruguaio, que finalizou travado pelo marcador, mas o suficiente para colocar os Brancos e Vermelhos à frente no placar (e na lideraça de LaLiga).

Ainda deu tempo do Girona marcar outro gol nos acréscimos finais da partida. Portu recebeu enfiada de bola e chegou à grande área do Valencia livre de marcação. Ele parou a bola e passou para trás, em direção à entrada da área, encontrando Savinho. O atacante brasileiro acertou uma bela finalização e balançou as redes com estilo. Entretanto, a jogada foi invalidade por impedimento na origem do lance.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo o futebol. Por mais redundante que seja, ama escrever sobre o que é apaixonado, ficando de olho em tudo o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo