La Liga

Em vitória eletrizante do Valencia, Gonçalo Guedes foi capaz de duas assistências fenomenais

Em semana de Liga dos Campeões, os jogos envolvendo os principais clubes do Campeonato Espanhol aconteceram no sábado. A rodada deste domingo foi mais vazia. Porém, com promessa de grande duelo no Anoeta. Destaques neste início de temporada, Real Sociedad e Valencia se enfrentavam por um lugar no G-4. E quem pôde acompanhar o jogo não se decepcionou. Foram cinco gols, duas expulsões, 31 finalizações. Noite de grande futebol, que acabou brindando os visitantes. Sempre à frente no placar, o Valencia venceu por 3 a 2, graças a um tento anotado aos 40 minutos do segundo tempo. Graças ao talento de Gonçalo Guedes, voando em suas primeiras aparições pelos Ches.

Formado pelo Benfica e contratado pelo Paris Saint-Germain no início do ano, Guedes não emendou grande sequência de jogos no Parc des Princes. Além do mais, diante dos reforços que não pararam de chegar na capital francesa, o empréstimo acabou sendo o melhor negócio ao português de 20 anos. No Valencia, o ponta começa a conquistar seu lugar entre os titulares. Na meio da semana, fez sua primeira partida desde o início, dando uma fantástica assistência de calcanhar na goleada por 5 a 0 contra o Málaga. Já neste domingo, atacou de garçom por duas vezes.

O primeiro gol do Valencia saiu aos 26 minutos, graças a uma jogadaça de Gonçalo Guedes. O português roubou a bola no meio de campo e saiu em disparada, sem que nenhum marcador o alcançasse. Driblou o goleiro Gerónimo Rulli e, na linha de fundo, deu o passe na medida para Rodrigo Moreno escorar. Um lance de extrema dificuldade, considerando a sua velocidade, bem como os dois defensores entre ele e o companheiro. Ainda no primeiro tempo, Aritz Elustondo empatou para a Real, em cabeçada certeira.

O Valencia retomou a vantagem logo na volta do intervalo, com bela enfiada de Carlos Soler para Nacho Vidal arrematar com sutileza. Os anfitriões, outra vez, não demorariam a responder. Os bascos precisaram de mais quatro minutos para empatar novamente, em chute cruzado de Mikel Oyarzabal, longe do alcance de Jaume Doménech. E o jogo esquentaria com uma expulsão para cada lado, em lances distintos, com Igor Zubeldia e Geoffrey Kondogbia recebendo o segundo cartão amarelo.

Com 20 em campo, havia mais espaço e as equipes buscavam seus últimos suspiros. Foi quando Gonçalo Guedes fez mágica mais uma vez. O relógio já marcava 40 minutos, mas o garoto uniu velocidade e categoria em outro contra-ataque fulminante, ao receber lançamento milimétrico. Mesmo perseguido por dois adversários, ele conseguiu inverter uma bola de torcer o joelho, com a parte de fora do pé. Encontrou Simone Zaza sozinho do outro lado da área, para finalizar e correr para o abraço. Resultado sensacional para os Ches, ainda invictos e donos terceiro do melhor ataque do campeonato.

O Valencia termina a rodada na quarta colocação, com 12 pontos, a dois do vice-líder Atlético de Madrid e à frente até mesmo do Real Madrid. A Real Sociedad, por sua vez, perde o ritmo ao acumular três derrotas consecutivas, estacionada na oitava colocação com nove pontos. De qualquer forma, ainda são dois times interessantes a se observar. Assim como o desenvolvimento de Gonçalo Guedes, enfim podendo exibir sua qualidade.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo