La Liga

De Paul: “Simeone e eu sentimos o futebol de forma muito similar”

Novo reforço do Atlético de Madrid, De Paul falou sobre suas expectativas na chegada ao clube

Rodrigo de Paul foi anunciado como novo reforço do Atlético de Madrid logo após a conquista da Copa América, mas o meio-campista ganhou duas semanas de descanso até se apresentar ao clube. O argentino chegou ao Metropolitano já recebendo grandes mostras de carinho da torcida e recebendo esperanças de que possa elevar o patamar dos colchoneros. Em uma de suas primeiras entrevistas, De Paul ressaltou como o ambiente do clube foi um atrativo para a sua assinatura e como deseja competir em máximo nível na Espanha.

“O Atlético é um clube gigante, mas com pessoas que te fazem se sentir como em uma família, algo que me explicaram desde o primeiro momento. Esse era meu sonho, consegui, estou aqui e quero seguir escrevendo páginas neste belo clube que me abriu as portas”, comentou De Paul, em conversa com o jornal As. “O grupo me recebeu muito bem, estou muito feliz e tentando me adaptar para entrar na dinâmica da equipe”.

De Paul também surge como um jogador para se encaixar bem na equipe de Diego Simeone. Os compatriotas possuem muita coisa em comum, como o próprio estilo de jogo do meio-campista, que une combatividade a uma agressividade na busca pelo ataque. E o novato não escondeu a animação por trabalhar com Cholo, até pelas similaridades pela forma como veem o esporte.

“É incrível que um dos melhores treinadores do mundo te dirija. É o que diz a carreira dele, o que conseguiu vai ficar para sempre. Ao seu lado eu aprenderei um montão de coisas e isso me motiva muitíssimo. Vemos o futebol de maneira parecida, sentimos o futebol de forma muito similar. Creio 100% que a competição interna vai fazer todos melhores e estou aqui para competir, para ajudar a equipe”, ressaltou.

De Paul apontou que a conquista da Copa América motiva a sequência de sua carreira e, após deixar a Udinese, espera acumular novas taças no Atlético de Madrid: “A Copa América era algo que a Argentina não conquistava desde 1993. Esta equipe ficará para a história porque foi no Maracanã, contra nosso rival clássico que é o Brasil. Espero que este triunfo me siga trazendo momentos assim, quero voltar a vivê-los com o Atlético, gostaria de escrever minha história nesta equipe”.

Por fim, o meio-campista exaltou a paixão da torcida colchonera, algo sentido desde os primeiros dias: “Gostaria de ver o Metropolitano cheio e com a gente do Atleti gritando gol, apoiando a equipe, porque no futebol os torcedores são uma parte muito importante para nós. As mostras de carinho nestes últimos dias têm sido exageradas. Tinham me falado deste amor do torcedor do Atleti por seu clube, mas me surpreendeu. Digo que venho para competir, para dar alegria a eles e tomara que possamos alcançar coisas importantes juntos”.

De Paul chegou ao Atlético de Madrid por €35 milhões. O meio-campista vem de excelentes temporadas com a Udinese, entre os melhores meio-campistas da Serie A, e fez uma Copa América em altíssimo nível. Aos 27 anos, ganha a maior oportunidade da carreira e indica ter talento o suficiente para vingar no Metropolitano. Adaptação não tende a ser um problema, até pela presença de Simeone na beira do campo.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo