La Liga

Atlético de Madrid cai para o Alavés e perde chance de ficar mais tranquilo em La Liga

Na próxima rodada da La Liga, equipe de Diego Simeone fará confronto direto contra o Athletic Bilbao

O Atlético de Madrid foi derrotado pelo Alavés, fora de casa, pelo placar de 2 a 0, em jogo disputado no Estádio de Mendizorroza e válido pela 32ª rodada da La Liga. Em ressaca pela eliminação na Champions League para o Borussia Dortmund, no último meio de semana, os comandados de Diego Simeone jogaram mal, tiveram muitas dificuldades para criar situações de gol, e foram superados por um adversário motivado e muito intenso, desde o começo do jogo.

Benavidez abriu a contagem logo aos 15 minutos da primeira etapa, aproveitando assistência de Kike García para vencer Oblak e marcar o primeiro gol do jogo. O segundo gol foi uma pintura, assinada por Luis Rioja, que aos 47 do segundo tempo, puxou um contra-ataque rápido, serviu Carlos Vicente na direita, e depois aproveitou o cruzamento de seu companheiro com um lindo voleio, no ângulo do goleiro esloveno do Atlético de Madrid, para sacramentar a vitória dos donos da casa.

Na segunda metade da tabela, o Alavés não está ameaçado pelo rebaixamento, mas a vitória desta tarde foi importante para a equipe abrir dez pontos de vantagem para o Z3, e se livrar de vez de qualquer risco de descenso. Em contrapartida, o Atlético de Madrid perdeu a oportunidade de abrir vantagem para o Athletic Bilbao, e ficar mais tranquilo na quarta colocação da La Liga.

Vale lembrar, que os quatro mais bem colocados da competição garantem vaga na próxima Champions League. Na quinta colocação, o Bilbao aparece com 58 pontos, a três de distância do time madrilenho, e terá um confronto direto frente aos Colchoneros na próxima rodada do Campeonato Espanhol. O desempenho dos comandados de Simeone nesta tarde, preocupou o torcedor do Atlético de Madrid, que teme pela perda da quarta colocação.

Alavés e Atlético de Madrid jogaram em diferentes níveis de intensidade

Ciente de suas limitações, o time comandado por Luis Garcia montou sua equipe em um 4-2-3-1, que sem a bola se fechava com duas linhas de quatro, dificultando a criação do Atlético de Madrid pelos lados. Os Colchoneros tiveram a posse de bola no primeiro tempo, mas não tinham profundidade no último terço do campo. Para tentar compensar a limitação criativa, o time madrilenho abusou de bolas na área, e quando conseguia criar algo mais perigoso, parava no goleiro Antonio Silvera, que fez grande exibição.

No segundo tempo, com o jogo já em vantagem de um gol para o Alavés, o atacante Ángel Correa criou a melhor chance do Atlético de Madrid, acertando um chute rasante da entrada da área. Contudo, Silvera fez um milagre, evitando o empate do Atleti, e sendo importante para o resultado do jogo.

Jogando em casa, com o apoio do seu torcedor, o Alavés aproveitou da falta de velocidade na criação do Atlético de Madrid para fechar a entrada da área, e assustou em contra-ataques perigosos. Em uma dessas escapadas, o time marcou o segundo gol, sacramentando a vitória. Dentro do plano de jogo executado, Luis Garcia deu um nó tático sobre Diego Simeone, e mereceu o resultado diante do quatro colocado na La Liga.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo