Champions League

Atlético de Madrid amarela diante do Borussia Dortmund e é eliminado da Champions

O Borussia Dortmund castigou o Atlético de Madrid e se garantiu na semifinal da Liga dos Campeões com méritos

Nesta terça-feira (16), o Atlético de Madrid perdeu para o Borussia Dortmund por 4 a 2, no Signal Iduna Park, pelo jogo de volta das quartas de final da Champions League. Com o resultado, os Colchoneros foram eliminados da competição. Por outro lado, os Aurinegros enfrentam o PSG, que passou pelo Barcelona, na semifinal da competição, que está marcada para os dias 30 de abril e 1 de maio e 7 e 8 de maio.

A verdade é que o Atlético de Madrid amarelou diante do Borussia Dortmund, que pareceu mais ligado, tanto no ataque, quanto na defesa, para vencer. Conhecidos por sua boa marcação, os Rojiblancos foram quase irreconhecíveis em sua marcação, com muitas falhas individuais e coletivas, além de mostrar muita fragilidade psicológica quando levaram gols. Nesse quesito, o BVB mereceu a vaga na próxima fase da Liga dos Campeões.

Como foi Borussia Dortmund x Atlético de Madrid pela Champions

Como esperado, o Borussia Dortmund tentou dominar as ações de jogo através da posse de bola, até porque precisava reverter o placar da ida para avançar à semifinal da Champions League. Por outro lado, o Atlético de Madrid fechou a casinha lá atrás e apostou em contra-ataques para tentar matar a partida. Logo no início do 1º tempo, Morata saiu cara a cara com o goleiro dos Aurinegros, mas mandou para fora. E como isso fez falta para os Colchoneros.

O Borussia Dortmund continuou castigando a defesa do Atlético de Madrid, que não tinha como se segurar por muito tempo. Na base da paciência, o BVB trocou passes perto da grande área dos Rojiblancos até Hummels fazer um lançamento magistral com a parte de fora do pé. A bola ficou com Brandt dentro da área, e ele não desperdiçou a oportunidade e balançou as redes.

Em alta na decisão, o Borussia Dortmund continuou em cima do Atlético de Madrid, que pareceu ter sentido o baque. Tanto que, em uma cobrança de lateral, os Aurinegros saíram tabelando até achar um espaço pela direita para invadir o bloqueio do Atleti. Sabitzer encontrou Maatsen, que chutou no cantinho para garantir o 2 a 0. E isso foi tudo até a ida para o intervalo.

De herói a vilão

Com mais de 500 jogos pelo Borussia Dortmund, Hummels saiu de herói pela assistência fenomenal para se tornar vilão com uma falha grotesca no 2º tempo. Em escanteio do Atlético de Madrid, a bola foi cabeceada para o meio da área. Parecia um lance fácil para afastar. Entretanto, o zagueiro do BVB acabou espanando e tocou para o próprio gol. Com isso, os Colchoneros voltaram para a partida.

E o Atlético de Madrid não se intimidou e foi protagonista no ataque. Em um bombardeio à zaga do Borussia Dortmund, Correa aproveitou um bate-rebate dentro da grande área para empatar a partida. O BVB parecia entregue às cordas, com os Rojiblancos superiores até então. Contudo, uma decisão de Liga dos Campeões sempre reserva emoções, e isso não foi diferente no Signal Iduna Park.

Jogo maluco

O jogo ficou completamente maluco quando o Borussia Dortmund ressurgiu como uma fênix e voltou a castigar o Atlético de Madrid. Primeiro, Sabitzer cruzou uma bola na cabeça de Fullkrug, que cabeceou na bochecha da rede. Depois, o próprio meia mandou um foguete da entrada da área após uma sobra da defesa do Atleti. Isso foi suficiente para colocar os Aurinegros na próxima fase da Champions League.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo