La Liga

Se atacante do Villarreal marcar um gol, La Liga terá empate inédito em 40 anos

Desde temporada 1983/84, não há empate na artilharia do Campeonato Espanhol

Está tudo definido antes mesmo de La Liga chegar ao fim na temporada 2023/24. O Real Madrid é o campeão há algumas semanas, Barcelona, Girona e Atlético de Madrid estão confirmados na próxima Champions League, enquanto Athletic Bilbao e Real Sociedad vão à Liga Europa e o Betis para Conference League.

Na parte debaixo da tabela, os três rebaixados também estão confirmados: Cádiz, Granada e Almería. Por isso, só sobrou para a luta por três tradicionais prêmios do jornal Marca, decididos neste final de semana.

Dovbyk ou Sørloth: a luta pelo Pichichi e um empate que não acontece há 40 anos

Toda vez que um jogador termina como o artilheiro do Campeonato Espanhol, ele ganha ao término da temporada o Pichichi, troféu em homenagem ao ex-atacante basco Rafael Moreno Aranzadi, chamado de Pichichi, que fez história pelo Athletic.

Nesta sexta-feira (24), o atacante ucraniano Artem Dovbyk, do Girona, colocou fogo na disputa com três gols na goleada de 7 a 0 em cima do Granada no primeiro jogo da 38ª rodada.

Com isso, o centroavante chegou aos 24 no Campeonato Espanhol e ultrapassou Alexander Sørloth, do Villarreal, atacante que fez quatro na última rodada e soma 23 no total.

Neste sábado (25), Sørloth entra às 9h30 (horário de Brasília) contra o Osasuna com a possibilidade de fechar a temporada com o Pinchichi se for as redes duas vezes.

Caso marque apenas um gol, fica igualado com Dovbyk, o que não acontece há 40 anos, desde a temporada 1983/84, quando Juanito Gómez (Real Madrid) e Jorge da Silva (Real Valladolid) terminaram empatados, ambos com 17 gols.

O Marca não coloca critérios de desempate entre os artilheiros. Ou seja, se houver igualdade, serão enviados dois troféus, um para Girona e outro para Villarreal.

Artilheiro espanhol também está em jogo

Além do recorte de La Liga, há também o troféu Zarra para o jogador espanhol que mais gols tem na temporada. O nome é dado por conta do lendário Telmo Zarra, outro histórico basco do Athletic.

Atualmente, o troféu está em duas mãos. Borja Mayoral, do Getafe, e Álvaro Morata, do Atlético de Madrid, lideram, ambos com 15 gols.

Porém, isso pode mudar na rodada final. O centroavante do Azulones está lesionado desde março e não atua mais na temporada. Por isso, Morata, que joga contra a Sociedad hoje, fora de casa, pode ultrapassá-lo e conquistar o Zarra pela primeira vez na carreira.

Marca também dá prêmio para goleiro

Unai Simon lidera Troféu Zamora (Foto: Icon Sport)

Não é só a disputa pelo Pinchichi e Zarra que está aberta. O jornal espanhol também consagra, toda temporada, o goleiro com a menor média de gols sofrido com pelo menos 28 jogos através do prêmio Zamora, em homenagem a Ricardo Zamora, primeiro vencedor do troféu em 1929/30.

No momento, Unai Simón, do Athletic, está na frente, com 0,94 de média pelos 33 gols sofridos em 35 partidas. Se tiver outro clean sheet, frente Rayo Vallecano, hoje, chega aos 0,91.

Mas Ter Stegen, do Barça, que chegará ao 28º jogo neste domingo (26), contra o Sevilla, também está na disputa. Atualmente, soma 0,96 (26 gols sofridos) e pode chegar a 0,92 em caso de outro jogo sem ser vazado.

Álex Remiro, da Sociedad, corre por fora pelos 34 gols sofridos em 35 partidas (0,97).

Míchel, do Girona, já levou como melhor técnico

Mesmo campeão, Carlo Ancelotti, do Real, não levou o Troféu Miguel Muñoz de melhor treinador da temporada dado pelo Marca.

A premiação ficará com Míchel, que levou o Girona para a primeira Champions na história com um inédito terceiro lugar, quebrando a sequência de sempre ter Real, Barça e Atlético de Madrid entre os três primeiros de La Liga desde 2013.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Nascido e criado em São Paulo, é jornalista pela Universidade Paulista (UNIP). Já passou por Yahoo!, Premier League Brasil e The Clutch, além de assessorias de imprensa. Escreve sobre futebol nacional e internacional na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo