EspanhaLa Liga

Griezmann volta a decidir e o Atlético de Madrid agradece

O início de temporada do Atlético de Madrid não foi grande coisa. Foram dois empates, um deles em casa com o Alavés, ,só um gol marcado (1×1 e 0x0) e a desconfiança: será que o time vai novamente brigar pelo título? Bom, na rodada passada, o time voltou a vencer em um 4 a 0 sobre o Celta, marcando muitos gols. Desta vez, mais gols: 5 a 0 sobre o Sporting Gijón, com direito a show de Griezmann.

LEIA TAMBÉM: Mais que a goleada, Dortmund comemora nova leva de destaques do time

Marcar muitos gols não é uma característica do Atlético de Madrid nos últimos anos. O time é muito compacto, é forte na marcação, é muito forte em cobranças de falta e escanteios e faz os adversários ficarem sem nenhum espaço. Decide seus jogos normalmente com uma margem de gols baixa. Os dois últimos jogos do time, porém, foram de uma fúria goleadora. Como se os próprios jogadores e o técnico Diego Simeone quisessem mostrar que podem ir além do que foram.

Este sábado o time recebeu o Sporting Gijón no estádio Vicente Calderón e o primeiro gol veio logo a dois minutos de partida. Ele aproveitou um erro na saída de bola do time visitante para fuzilar o goleiro Iván Cuellar, frente a frente. Aos cinco minutos, logo depois, Kevin Gameiro, titular como centroavante do time, recebeu no lado esquerdo, puxou para dentro e acertou um chute lindo, no ângulo, e ampliou. Aos 31 minutos, veio novamente o segundo gol de Griezmann, que mais uma vez deixou a sua marca e tornou o jogo do time muito mais fácil.

Com a tranquilidade que o placar proporcionou, Simeone aproveitou o segundo tempo e fez alterações no time. Yannick Carrasco entrou no lugar de Augusto Fernández ainda no intervalo. Aos 15 minutos, Gameiro foi substituído por Ángel Correa. Aos 24 minutos, Griezmann foi quem deixou o campo para a entrada de Fernando Torres.

Isto é importante porque o jeito de jogar do Atlético de Madrid é de uma intensidade enorme e em um jogo que o time consegue um placar amplo ainda no primeiro tempo, há uma oportunidade de descansar alguns dos jogadores.

E foi justamente com Fernando Torres que o Atlético transformou a vitória em goleada. Primeiro, em passe de Ángel Correa. Depois, de pênalti, já aos 46 minutos do segundo tempo, fechando o placar. Um incomum 5 a 0 do time Colchonero, que tem motivos para comemorar. A equipe, que se fortaleceu na janela de transferências, começou a atuar de acordo com o que se esperava. E pode, novamente, pensar na parte de cima da tabela.

O Atlético de Madrid chega a oito pontos, um a menos que o Barcelona e o Real Madrid. Este segundo pode chegar a 12 se vencer o seu jogo no domingo. Na próxima quarta-feira, o Atlético de Madrid visita o Barcelona no Camp Nou, em um jogo muito difícil.

Chamada Trivela FC 640X63

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo