Espanha

Revelados os detalhes da forte discussão entre Pellegrini e Guardado no Betis: ‘Não é a primeira vez’

Capitão do Betis, Guardado confirmou sua briga com Pellegrini e classificou sua relação com o técnico como um "casamento"

Eliminado de forma precoce na terceira fase da Copa do Rei, ao perder para o Alavés por 1 x 0, no Javier Iglesias Villanueva, no último sábado (6), o Betis foi alvo de uma nova polêmica. Isso porque Andrés Guardado confirmou sua briga com Manuel Pellegrini nesta quarta-feira (10), que foi noticiada inicialmente pelo site muchodeporte.com. E o capitão dos Verdiblancos classificou sua relação com o técnico como um casamento.

Tudo começou na partida contra o Girona, no dia 21 de dezembro de 2023, pela 18ª rodada de La Liga. O Betis empatou por 1 x 1 com a sensação espanhola, no Benito Villamarin, mas o que chamou a atenção foi a substituição do mexicano ainda no intervalo. Por conta disso, ele ficou muito chateado com o chileno, ao ponto de abandonar o estádio antes do apito final.

Posteriormente, Pellegrini cobrou Guardado por essa postura durante um treino, o que desencadeou uma forte discussão entre os dois na frente do resto do elenco. O desentendimento fez o treinador do Betis não utilizar o capitão nas duas partidas seguintes: na derrota para o Celta de Vigo por 2 x 1, pelo Campeonato Espanhol, e na já citada eliminação na Copa do Rei.

Como a história vazou na imprensa, o mexicano de 37 anos se pronunciou sobre o assunto em entrevista à Rádio Sevilha, classificando sua relação com o chileno como um “casamento”. Apesar da discussão, Andrés Guardado garante que já se resolveu com Manuel Pellegrini, tanto que essa não foi a primeira vez que a dupla bateu de frente:

Os detalhes da briga entre Guardado e Pellegrini no Betis

“O treinador e eu somos como um casal, nos amamos muito e discutimos também. Não gosto desse tipo de coisa que é interna vazar, mas sim, aconteceu, discutimos, foi uma discussão forte, mas não é a primeira vez que acontece. Em três anos e meio já houve de tudo. Cada um quer vencer, queremos o melhor para a equipe e nada mais. Minha relação com o treinador é perfeita, seria estúpido da minha parte ter problemas com ele porque estou aqui por causa dele. Sou realista, ele foi o principal motivo pelo qual fiquei mais um ano, mas isso não significa que quando vejo as coisas, conte-as, como muitas vezes acontece”.

Desde 2017 nos Verdiblancos, Guardado já está marcado na história do Betis como o estrangeiro com mais jogos no clube com 215, superando o brasileiro Denilson, que tem 207. Já Pellegrini foi contratado no início da temporada 2020/21, quando terminou em 6º lugar em La Liga, garantindo vaga na Liga Europa. E o auge dos dois não demorou a chegar.

Já em 2021/22, o mexicano foi peça importante do chileno na conquista da Copa do Rei, cujo título encerrou um jejum de 17 anos do Betis sem ser campeão. Vale lembrar que essa foi apenas a terceira taça dos Verdiblancos na competição. A relação entre o capitão e o treinador foi a justificativa de Andrés Guardado renovar seu contrato até junho de 2024.

Contudo, ele não tem medo de discordar das decisões de Manuel Pellegrini. Após a recente discussão, o capitão do Betis reforça que sua relação com o técnico já está normalizada, pois os dois tiveram uma conversa olho no olho para resolver as diferenças. O mexicano garante que esse tipo de situação com o chileno é comum nas últimas três temporadas e meia:

“Tudo continua igual. Quando há uma discussão desse tipo, porque foi forte, o treinador tem o direito de tomar as suas decisões e cabe a ele explicá-las. Agora nos reconciliamos. O futebol é assim, quando parece que um projeto está vacilando, a merda começa a sair debaixo do tapete e tudo parece maior do que é. Nós dois queremos vencer. Está tudo esclarecido, na hora da discussão me pareceu um pouco repetitivo, mas como não é a primeira vez que acontece… Conversamos como tantas outras vezes, sentamos, contamos as coisas na cara um do outro. Nem tudo tem que ser perfeito, para tudo funcionar você tem que dizer as coisas na cara um do outro, às vezes você pode estar errado devido ao calor do momento. Também é humano se arrepender e pedir desculpas se um de vocês dois errou. O mais importante é o Betis alcançar seus objetivos”.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo