EspanhaLa Liga

A vitória do Real Madrid teve gol de Ronaldo, mas o destaque foi Navas

Algumas vitórias são conquistadas não só com os gols, mas com uma defesa que segura as pontas nos momentos de pressão. Foi o caso do que se viu no estádio Balaídos, do Celta. O time casa foi ofensivo, como tem sido sempre, tentou, chutou, se esforçou e chegou mesmo a pressionar o Real Madrid. No fim, placar de 3 a 1 para os merengues. Uma vitória que teve gol de Cristiano Ronaldo, mas que o fundamental mesmo foi a atuação do goleiro Keylor Navas.

LEIA TAMBÉM: Como a punição da Fifa ao Barça tem frustrado o sonho de milhares de garotos na Catalunha

O Celta conseguiu ter mais posse de bola e chutar mais vezes a gol que o Real Madrid. Este é um indício que mostra que o time da casa foi bem na partida, se esforçou para colocar os visitantes em situação difícil. Não por acaso, Navas teve que intervir em vários lances, defendendo muito bem. Foram ao menos cinco defesas do goleiro do Real Madrid, minguando as possibilidades de reação do Celta.

O gol que abriu o placar foi de Cristiano Ronaldo, que chega a sete no Campeonato Espanhol. Continua atrás de Neymar, que tem oito, na artilharia. O gol aos oito minutos facilitou a vida do Real, que ampliou aos 23. Foi tudo que o time teve de tranquilidade. O Celta não teve nenhum pudor em partir para cima do Real Madrid e usar o seu ataque para lá de perigoso para complicar a defesa madridista.

Com o Celta atacando, quem apareceu foi a grande figura do jogo, Navas. Foram muitas defesas difíceis, fazendo defesas e mais defesas que irritaram o time da casa. Só que o que realmente irritaria os mandantes veio no segundo tempo. Em uma arrancada de Sergio Ramos, Augusto Fernández fez a falta e tomou cartão amarelo. Gustavo Cabral reclamou e também tomou amarelo. Só que ele já tinha. Acabou expulso e, aos 12 minutos, deixou o time com um a menos.

Os jogadores do Celta passaram a fazer faltas e estavam visivelmente nervosos. O jogo parecia, assim, terminado. Mas o Celta não desistiu. Nolito, em grande partida, fez de tudo para complicar a vida da defesa do Madrid e o lateral Danilo sofreu bastante na marcação do atacante. E depois de mais um pouco de pressão, veio o lance que colocou fogo nos minutos finais.

Marcelo chegou a tirar uma bola em cima da linha, em um chute de Nolito. A bola parecia que não ia entrar. Mas veio o talento individual. Nolito, sempre pela esquerda, fez uma jogada individual. Mesmo marcado, abriu espaço e, em um chute no ângulo, finalmente venceu Navas. Golaço do camisa 10 do Celta, aos 40 minutos. Logo depois, o Celta tentou abafar, deixou o jogo um sufoco.

E foi em um contra-ataque, já aos 50 minutos do segundo tempo, que o Real Madrid definiu o jogo em 3 a 1. Em boa troca de passes no ataque, com os galegos com muita gente na frente, Marcelo apareceu na cara do gol. Tocou com calma para finalizar a partida.

Não teve jeito. O Real Madrid saiu de campo com a vitória, chegando, assim, a 21 pontos na tabela, na liderança. O Celta, que ficou com 18, segue em segundo. O Barcelona, outro que tem 18, só joga no domingo.

O Celta mostrou mais uma vez que é um time duríssimo de ser enfrentado, ainda mais em seu estádio. O árbitro complicou um pouco o jogo com a expulsão, que pareceu exagerada. Mesmo assim, o time foi muito forte. Tem tudo para fazer uma campanha muito boa na parte de cima da tabela.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo