Copa do Mundo

Prepara o cheque, Putin: Rússia estoura mais US$ 600 milhões no orçamento da Copa 2018

Copa do Mundo estourando orçamento? Taí algo que definitivamente não surpreende. Vimos isso acontecer de perto na Copa 2014 (com dinheiro público dos nossos impostos) e não se poderia esperar nada diferente na Rússia. Nesta terça-feira, o governo russo publicou decreto aumentando o custo da Copa 2018 em US$ 600 milhões.

LEIA TAMBÉM: Com ranking da Fifa divulgado, França fica com última vaga de cabeça de chave na Copa 2018

O decreto assinado pelo Primeiro Ministro Dmitry Medvedev aumenta o valor do custo da Copa 2018 para US$ 11,8 bilhões, um aumento de US$ 600 milhões no orçamento, que já tinha sido aumentado outras vezes antes, segundo a agência de notícias americana Associated Press.

Do valor total do gasto, 57% do dinheiro sai do governo federal da Rússia. Outros 13,6% saem de governo regionais, além de outros 28,8% vem de chamadas “entidades legais”, uma categoria que pode incluir tanto empresas privadas quanto empresas estatais.

Dmitry Medvedev foi nomeado como Primeiro Ministro do governo russo em 2012. Curiosamente, ele é também o último presidente da Rússia, escolhido por Vladimir Putin em 2007 para sucedê-lo. Depois dele, o próprio Putin voltou ao cargo, que ocupa até hoje.

A Copa 2018 tem 23 seleções classificadas. As últimas vagas serão definidas nos jogos das eliminatórias, em novembro. São nove vagas ainda em disputa. O sorteio da Copa será no dia 1º de dezembro, no Kremlin. A Trivela, claro, acompanhará.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo