Copa do Mundo

Luka Modric: “Quando se chega tão perto, é difícil aceitar a derrota. Mas podemos ficar orgulhosos”

O vencedor da Bola de Ouro da Copa do Mundo 2018, que premia o melhor jogador do torneio, é Luka Modric. O croata foi o líder desta brava seleção que chegou à final do Mundial pela primeira vez na sua história e acabou derrotada pela França, que se sagrou campeã pela segunda vez. A conquista do prêmio de melhor da Copa, porém, dá um pouco da medida do que foi a Croácia na sua trajetória na Rússia.

LEIA TAMBÉM: Modric elevou a Croácia e deixa a Copa como um craque para a história

“Eu estou orgulhoso disso”, afirmou Modric à Fifa. “Eu gostaria também de agradecer aos meus companheiros, porque sem a ajuda deles eu certamente não receberia esse prêmio. Nós ficamos tão perto de ganhar a Copa do Mundo… E nós iremos certamente pensar nisso por um longo tempo. Mas nós podemos ficar orgulhosos”, afirmou o camisa 10 e capitão da Croácia.

“Quando vemos o apoio dos torcedores depois da partida, isso definitivamente te faz mais feliz. Nós sabemos que fizemos algo grande aqui. Mas quando você chega tão perto, não é muito fácil aceitar [a derrota]”, disse ainda Modric. “Nós lutamos heroicamente, nós fizemos tudo para vencer, mas não tivemos sorte”, analisou. “Nós fomos o melhor time na maior parte da partida, mas alguns gols de azar e atrapalhados nos custaram muito caro e deu à França a vantagem”.

As boas atuações de Modric e o prêmio de melhor da Copa também foram motivos de elogios do técnico da Croácia, Zlatko Dalic. “Nós estamos muito felizes que Luka venceu a Bola de Ouro, e merecidamente. Ele fez um torneio formidável”. O técnico também parabenizou os seus jogadores pelo esforço e a campanha, histórica para o país e que entra também na histórica das Copas do Mundo.

“Eu parabenizo a França no título deles”, disse. “E eu também parabenizo meus jogadores. Este foi talvez o melhor jogo que jogamos neste torneio; nós controlamos a partida. Mas contra um time tão forte quanto a França, você não pode cometer erros. Nós estamos um pouco tristes, mas nós temos que estar orgulhosos também pelo que nós fizemos”, afirmou ainda o técnico. “Nós podemos estar orgulhosos desse torneio”, afirmou ainda Dalic. “Nós jogamos verdadeiramente bem. Verdadeiramente, foi um grande torneio para a Croácia”.

MAIS SOBRE COPA DO MUNDO

Veja os melhores momentos da final abaixo, em vídeo da Fifa:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo