Copa do Mundo

Qual estádio norte-americano sediará a Copa do Mundo de 2026? Fifa vai anunciar o calendário em fevereiro

Fifa define sedes e datas dos jogos do próximo Mundial de seleções no próximo dia quatro

A Copa do Mundo de 2026 será a primeira da história do futebol a ser disputada em três sedes diferentes, Estados Unidos, Canadá e México. Os curiosos de plantão e amantes do esporte bretão estão na expectativa pelo anúncio das sedes do Mundial. Na última quinta-feira (18) a Fifa anunciou que vai divulgar os estádios, bem como o calendário de jogos da competição no próximo dia quatro de fevereiro.

Como parte do anúncio, a entidade máxima do futebol também divulgou que vai definir qual o estádio que vai receber a final da competição. Já está estipulado que os Estados Unidos receberão a decisão do Mundial. Fontes locais informaram à ESPN que o AT&T Stadium em Arlington, no estado do Texas, ou o MetLife Stadium, East Rutherford, em Nova Jersey, são os candidatos a receberem a grande decisão da Copa do Mundo. Na última quarta-feira (17), o jornal britânico The Sun publicou que Arlington/Dallas seria outra potencial sede para a final.

Até o momento, nenhuma das potenciais sedes receberam alguma notificação oficial, o que teria deixado a diretora-executiva da Comissão Esportiva de Dallas, Monica Paul, esperançosa com a possibilidade de receber o maior evento futebolístico do mundo.

“Continuamos otimistas quanto às nossas chances de sediar a final da Copa do Mundo da FIFA 26™. Continuamos a trabalhar com a liderança da FIFA para estabelecer as bases enquanto nos preparamos para sediar a maior Copa do Mundo da FIFA™ até o momento e estamos ansiosos, como as outras cidades-sede, para descobrir quais jogos serão atribuídos a nós”, disse a executiva.

Nova Jersey acredita estar pronta para receber a final da Copa do Mundo

O governador do estado de Nova Jersey, Phil Murphy, deu uma declaração ao portal Bergen Record que tinha a plena convicção de que o MetLife Stadium, casa dos New York Giants e do New York Jets na NFL, estava na disputa para sediar a final da Copa do Mundo de 2026. Para o parlamentar, as chances de todos os candidatos estão bem divididas, já que os locais reúnem condições mais do que suficientes para receber um grande evento.

“A Copa do Mundo vai acontecer. A questão é onde será a final e como será o calendário”, disse Murphy. “Acho que nossas chances permanecem onde estavam. Eu diria mais ou menos 50/50”, afirmou Murphy.

O anúncio do calendário de jogos da Copa do Mundo de 2026, bem como a definição do local da final da competição, será transmitido ao vivo para o mundo inteiro por meio dos canais Fox e Telemundo nos Estados Unidos. Pela primeira vez na história, 48 seleções em três sedes diferentes vão disputar entre si para definir a campeã mundial de futebol, serão 104 partidas em um formato diferente após sete edições consecutivas sendo disputadas no formato com 32 seleções, de 1998 a 2022.

Serão 16 regiões anfitriãs nos três países que receberão a Copa do Mundo. Os Estados Unidos recebeu a maioria das sedes e vai receber jogos nas seguintes cidades: Atlanta, Boston, Dallas, Houston, Kansas City, Los Angeles, Miami, Nova York/Nova Jersey, Filadélfia, São Francisco Bay Area e Seattle. Já o México, ficou com três sedes e vai receber jogos do Mundial na capital Cidade do México, em Monterrey e Guadalajara. O Canadá terá como sedes as cidades de Toronto e Vancouver.

Com o aumento no número de seleções, os continentes receberão mais vagas para a próxima Copa do Mundo. A Europa, por exemplo, terá direito à 16 vagas, ou seja, um terço da quantidade de seleções que disputam o próximo Mundial, a África terá direito a nove vagas mais uma repescagem, a Ásia terá oito representantes, mais um na repescagem, a Conmebol terá seis vagas diretas mais uma seleção na repescagem, assim como a Concacaf. A Oceania terá uma vaga direta para a competição.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Existe um ditado que diz que o bom filho a casa retorna não é? Pois bem, sou Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia, de volta ao site após quatro anos, e agora redator do Trivela, um dos maiores portais de futebol do Brasil. Sou jornalista, especializado em Marketing digital e narrador do Portal Futebol Interior e também da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo