Eliminatórias da Copa

Simplesmente pisar em campo contra o Brasil pode render recorde para Di María pela Argentina

Ao lado de Javier Zanetti, Di Maria pode se tornar o 2º jogador com mais jogos nas Eliminatórias pela Argentina

Brasil e Argentina farão o grande clássico das Américas nesta terça-feira (21), às 21h30 (horário de Brasília), pela 6ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026. Além de toda a expectativa em relação ao peso e tradição do confronto, o duelo diante da Seleção Brasileira pode ter um significado ainda mais especial para Ángel Di Maria, um dos maiores nomes do futebol argentino nos últimos anos.

O atacante voltará ao Estádio do Maracanã após marcar o gol da vitória diante do time brasileiro na final da Copa América de 2021 e pode se tornar o 2º jogador que mais vezes vestiu a camisa da Albiceleste em jogos de Eliminatórias.

Di Maria deve entrar em campo como titular diante do Brasil e vai bater a marca de 51 jogos defendendo a Argentina pelas Eliminatórias, mesmo número de jogos que Javier Zanetti. Os dois só ficam atrás de Messi nesta estatística, já que o dono do posto de jogador que mais vezes esteve em campo pela seleção argentina nas eliminatórias pertence à Lionel Messi, que ao longo de seu período à frente da Albiceleste, jogou 64 partidas pelo torneio qualificatório para a Copa do Mundo.

Ángel Di Maria substituiu Nico González na última rodada das Eliminatórias, quando a Argentina sofreu seu primeiro revés na competição e foi surpreendida pelo Uruguai, perdendo em casa pelo placar de 2 x 0, em jogo realizado na La Bombonera, estádio do Boca Juniors, em Buenos Aires. Mesmo com a derrota, os comandados de Lionel Scaloni mantiveram a liderança do torneio com 12 pontos, atrás do próprio time uruguaio, que soma dez pontos até o momento.

Di Maria pode repetir feito de 2021 diante do Brasil

A Argentina vivia um dos seus maiores jejuns até 2021, quando bateu o Brasil, em pleno Maracanã, pelo placar de 1 x 0 e se sagrou campeã da Copa América após 28 anos. Até então, a última conquista da Albiceleste tinha acontecido em 1993, quando venceu a competição diante do México e conquistava ali sua 14ª taça do torneio. Di Maria teve participação direta nesta conquista, já que foi do atacante o gol que deu o título aos hermanos, um lindo gol de cobertura, diga-se de passagem.

Portanto, a possibilidade de bater um recorde importante para sua carreira diante do maior adversário esportivo de seu país é uma motivação transcendental para Di Maria tentar repetir o que fez há dois anos e ajudar a Argentina a se manter na ponta da tabela das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026, que será disputada pela primeira vez em três países: Estados Unidos, Canadá e México. Em 2023, o argentino disputou 14 partidas pelo time do Benfica e anotou sete gols, além de duas assistências.

Já pela seleção da Argentina, Di Maria disputou seis partidas em 2023, e marcou um gol, na vitória da Albiceleste por 7 x 0, em amistoso contra a seleção de Curaçao.

Craque argentino pode se aposentar da seleção em 2024

Di maria alcançou o ápice de todo o atleta de futebol ao conquistar a Copa do Mundo pela Argentina em 2022 e tomou a decisão de pendurar as chuteiras pela seleção após a Copa América do próximo ano, que será realizada nos Estados Unidos. O jogador revelou em entrevista ao Talks at Google que sua decisão é definitiva e não pode mais retroceder. A definição pela aposentadoria da seleção argentina veio em outubro e foi motivada pelo desejo de dar espaço aos jogadores mais jovens, apesar de entender que poderia fazer mais pelo seu país.

“A decisão está tomada. A Copa América será a minha última grande competição. Estas decisões são complicadas e difíceis de tomar, mas há uma nova geração a aparecer. Eu sei que poderia continuar a jogar na seleção, mas não quero tirar espaço aos mais novos e que têm grande potencial. Este é o momento certo para eu dar o passo ao lado”, disse Di Maria.

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de SouzaRedator

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo