Brasil

Atuação ruim do Vasco escancara problemas, mas comissão técnica muda o tom em cobranças por reforços

Depois de insistir publicamente sobre a necessidade do Vasco buscar mais reforços, comissão técnica de Ramón Diaz foi mais comedida após a vitória sobre o Volta Redonda

Apesar do importante resultado para encaminha a classificação para as semifinais do Campeonato Carioca, a vitória sobre o Volta Redonda também escancarou alguns problemas do Vasco neste começo de ano. Principalmente, no setor ofensivo. Mais uma vez, ficou claro que ainda falta qualidade no ataque vascaíno. No entanto, depois de insistir publicamente por reforços, a comissão técnica de Ramón Diaz parece ter mudado o tom em relação as cobranças por mais jogadores.

Contra o Volta Redonda, o Vasco voltou a ter problemas no sistema ofensivo. O time foi pouco criativo e teve dificuldades entrar na área adversária. E, quando Payet conseguiu criar oportunidades, David as desperdiçou. Mas, para além dos problemas técnicos de David, os outros nomes que o clube tem hoje à disposição para o ataque também têm se mostrado insuficientes para os objetivos do clube na temporada.

E os números mostram como o ataque do Vasco tem deixado a desejar neste começo de 2024. Dos 16 gols marcados pelo Cruz-Maltino em jogos oficiais nesta temporada, apenas cinco foram marcados por atacantes. Vegetti fez três, enquanto Rayan e David fizeram um cada.

Na atual janela de transferências, que fica aberta até o dia 7 de março, o Vasco contratou os atacantes Adson e David. Além disso, também acertou a renovação de contrato com Vegetti, que havia chamado a atenção de outros clubes. À princípio, o Cruz-Maltino ainda busca apenas mais um reforço para o ataque, para a reserva de Vegetti.

Comissão técnica muda o tom sobre reforços

Desde o começo da temporada, a comissão técnica do Vasco, principalmente Ramón Diaz, vinha sendo direta em relação a necessidade do clube buscar reforços, em especial para o setor ofensivo. O treinador chegou a falar publicamente e mais de uma vez sobre o assunto em coletivas de imprensa, assim como o seu filho e auxiliar Emiliano Diaz.

Mas, recentemente, as falas de Emiliano Diaz, que tem sido mais presente nas coletivas de imprensa, indicaram uma certa mudança no tom dessas cobranças públicas. Depois da última vitória sobre o Volta Redonda, o auxiliar técnico disse que “todo mundo no Vasco” sabe das “necessidades que o time tem”, mas reforçou que o treinador tem que “buscar soluções” com o que tem à disposição.

– Eu falei tudo o que tinha para falar na coletiva. Eu sempre falo o mesmo: o treinador tem que buscar soluções. Venha quem vier, nos contratam para isso, para buscar soluções. Sabemos das necessidades que o time tem, todo mundo no Vasco sabe. Mas nós vamos seguir brigando com o grupo que temos. Se chegar (algum reforço), será bem-vindo. E se não, vamos brigar assim. Cada um tem uma responsabilidade. O jogador tem que competir, nós temos que dirigir, e o resto é o resto. Nós cumprimos a nossa parte no dia a dia, treinando. Seguimos focados no que temos que focar – afirmou Emiliano Diaz sobre a busca por reforços no Vasco.

Recentemente, depois da vitória sobre o Audax, na Arena da Amazônia, Emiliano Diaz já havia dado outra declaração no mesmo sentido. O argentino disse que não poderia “ficar lamentando” e que a comissão técnica deve “achar as soluções”.

– A gente não pode ficar aqui sempre falando o mesmo. Precisamos (de reforços), a gente falou. Mas nós temos que encontrar as soluções, o treinador tem que encontrar soluções. Então tentamos fazer uma coisa, fazer outra, não podemos ficar lamentando – disse o auxiliar técnico no começo após a vitória sobre o Audax.

Confira os números dos atacantes do Vasco em 2024

  • Vegetti: 3 gols (6 jogos – 473 minutos)
  • Rayan: 1 gol (4 jogos – 284 minutos)
  • David: 1 gol (8 jogos – 487 minutos)
  • Erick Marcus: 0 gols (3 jogos – 84 minutos)
  • Serginho 0 gols (3 jogos – 155 minutos)
  • Adson: 0 gols (5 jogos – 141 minutos)
  • Rossi: 0 gols (6 jogos – 165 minutos)
Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel RodriguesSetorista

Jornalista formado pela UFF e com passagens, como repórter e editor, pelo LANCE!, Esporte News Mundo e Jogada10. Já trabalhou na cobertura de duas finais de Libertadores in loco. Na Trivela, é setorista do Vasco e do Botafogo.
Botão Voltar ao topo