Brasil

Thiago Silva faz Fluminense quebrar recorde de público em apresentações no Brasil

Torcida do Flu leva 55 mil ao Maracanã para rever ídolo e bate marcas alcançadas pelo São Paulo

O movimento no entorno do Maracanã não era usual para uma sexta à noite. Em um dia da semana que poucos jogos acontecem no estádio, tampouco havia uma partida de futebol. Mesmo assim, mais de 50 mil pessoas estiveram nas arquibancadas. O Fluminense apresentou Thiago Silva à torcida nesta sexta-feira (7), e quebrou o recorde de público para apresentações de jogadores no Brasil.

Segundo divulgado pelo clube, 55 mil pessoas estiveram presentes no evento, que teve um show do grupo de pagode Sorriso Maroto — cujo vocalista Bruno Cardoso foi responsável pela divulgação de recorde — e participações especiais.

Torcida, ambulantes, imprensa, policiais e até cambistas e filas na porta para entrar. O Maracanã viveu noite diferente, mas com muita coisa comum.

Ao entrar no gramado após a música “Volta para casa”, Thiago Silva fez a torcida do Fluminense bater o recorde que era do São Paulo. E realizou seu sonho.

Após agradecer a Deus, sua família e ao Chelsea, Thiago Silva se dirigiu a Mário Bittencourt, presidente do Fluminense.

Queria agradecer pelo respeito e carinho. E por nunca desistir do nosso sonho. Hoje esse sonho foi realizado de trabalharmos juntos em prol do Fluminense que é a coisa que mais amamos nesse mundo. Obrigado por estarem comigo nesta noite especial. Enfim, voltei. O Monstro voltou!

Os torcedores que pagaram ingressos para acompanhar a festa fizeram o Tricolor mostrar porque não se usa gentílico para falar do clube — não só pela frase de Nelson Rodrigues.

Evento tem jogadores, tricolores ilustres e festa da torcida

Além de pensar em um recorde de apresentação de um jogador no Brasil, o Fluminense promoveu um grande evento. Com a ajuda da patrocinadora Superbet, a festa teve a presença de jogadores do atual elenco, tricolores ilustres e, claro, da torcida, em peso.

A arquibancada pulsava com músicas de jogos e provocação aos rivais. O apresentador foi o ator Gabriel Leone, torcedor do clube, que caminhou pelo gramado relembrando lugares de onde saíram gols históricos.

Apesar da carreira em ascensão, o intérprete de Ayrton Senna e Pedro Dom se disse “muito nervoso” com a responsabilidade. Ao lado da jornalista Carla Matera, a voz do Maracanã em jogos do Fluminense, ele comemorou a vitória na licitação do estádio, que segue com a dupla Fla-Flu pelos próximos 20 anos.

Marcelo, Cano, Ganso, Marquinhos, Guga, Calegari, Renato Augusto e Felipe Melo, entre outros, estavam presentes. Marcão e Luiz Alberto, companheiros da primeira passagem, também, assim como os cantores Xamã e Ferrugem.

Imprevisto faz sexta ser inteira de festa para o Fluminense

Um imprevisto na chegada de Thiago Silva ao Brasil fez a sexta ser inteira de festa para o Fluminense. Isso porque o zagueiro de 38 anos apareceu no Aeroporto do Galeão, que oficialmente leva o nome de Tom Jobim, torcedor do clube, às 5h35 da manhã. Neste horário, talvez o boêmio estivesse fechando sua conta, mas os tricolores estavam só começando.

Cerca de 500 pessoas receberam o ídolo no aeroporto na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio de Janeiro. Antes do trabalho ou mesmo de folga, os torcedores do Flu vararam o dia em uma festa que tomou vários pontos da cidade, em especial, os arredores do Maracanã.

No estádio, o Sorriso Maroto sacudiu o público com seus sucessos. O grupo de pagode entrou no palco às 21h, e só saiu para que o dono da festa pudesse brilhar. Fã do conjunto, Thiago Silva chegou sob festa, como sempre sonhou.

Fluminense supera São Paulo… duas vezes

O Fluminense superou o São Paulo duas vezes nesta sexta-feira. Isso porque time paulista detinha as duas maiores presenças de público para apresentações de jogadores no Brasil.

Oficialmente, a maior é a de Daniel Alves, em 2019, que levou 44.268 pessoas ao Morumbi. Mas extraoficialmente, o recorde é de Luís Fabiano, que levou aproximadamente 45 mil em 2011. É que na chegada do atacante, o São Paulo não cobrou entrada e não houve contagem precisa de torcedores.

No Maracanã, os ingressos custavam R$ 15, com alguns descontos para sócio-torcedores.

Thiago Silva supera Marcelo no Fluminense e até rivais

O Brasil não tem costume de realizar grandes festas de apresentações de jogadores, ideia que começou nos Estados Unidos e se espalhou pela Europa.

Para efeito de comparação, 20 mil alvinegros foram ao Estádio Nilton Santos receber Seedorf, e 15 mil rubro-negros estiveram na apresentação de Ronaldinho Gaúcho na Gávea. Marcelo levou 31 mil pessoas ao Maracanã, em 2023, quando voltou ao Fluminense.

Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo