Brasil

Semifinalistas do Paulistão A2 desbancam favoritos na luta pelo acesso

Juventus, Velo Clube, Noroeste e Portuguesa Santista estão a um passo da elite do futebol paulista

Juventus, Velo Clube, Noroeste e Portuguesa Santista podem ser considerados as surpresas das semifinais do Campeonato Paulista A2. Além de terem desbancado os quatro primeiros colocados na fase de classificação da primeira fase, os semifinalistas da segunda divisão de São Paulo conquistaram as suas vagas para a semifinal jogando fora de casa.

O Juventus, treinado por Sérgio Soares, foi o único time que precisou da disputa das penalidades máximas para avançar para a semifinal do Paulista A2. Após empate por 1 a 1 no jogo de ida, disputado na Rua Javari e 0 a 0 na volta, o tradicional time do bairro da Mooca, na zona leste da capital, venceu por 3 a 1 na série decisiva. O Velo Clube, de Rio Claro, por sua vez, foi a única equipe que venceu os dois jogos, batendo o São José em casa e fora pelo placar de 2 a 1.

Destaque para o ala esquerdo Léo Campos, autor de dois belíssimos gols de falta, no primeiro confronto no Estádio Benitão, e no confronto da volta, no Martins Pereira, em São José dos Campos. O Noroeste eliminou o São Bento, líder na fase de classificação, após empate em Bauru pelo placar de 1 a 1 e vitória em pleno Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, pelo placar de 2 a 1.

Já a Portuguesa Santista bateu o XV de Piracicaba em dois confrontos muito equilibrados. Na ida, em Santos, a equipe de Sérgio Guedes venceu pelo placar de 3 a 2 com gol marcado nos acréscimos por Diogo Carlos, que marcou no seu primeiro toque na bola. Jogando no Barão de Serra Negra, em Piracicaba, na volta, o empate por 1 a 1 garantiu a Briosa entre os quatro mais bem colocados da competição. A Trivela relembra como as equipes chegaram até aqui, detalhando também o tempo em que cada clube está sem disputar a elite do futebol paulista. Confira.

Juventus

Sexto colocado na primeira fase do Campeonato Paulista A2, o Juventus embalou uma sequência de sete jogos sem perder no final da fase classificatória e mostrou bom futebol sob o comando de Sérgio Soares, que substituiu Jorginho ainda no começo da competição. Thiago Rubim e Léo Castro foram peças importantes no ataque do clube da Mooca, além das boas exibições do volante Betinho, do zagueiro Guilherme Mattis e do lateral-esquerdo Caxambu.

Inclusive, Guilherme Mattis marcou o gol de pênalti na série decisiva que sacramentou a vitória do Juventus nas quartas de final na Arena Fonte Luminosa diante da Ferroviária e relembrou de seu pai, que foi atleta do clube e morreu recentemente. Visivelmente emocionado, o defensor desabafou sobre a desconfiança em cima do time e como a camisa do time da capital foi importante para que a equipe conseguisse a vaga para a semifinal.

O Juventus não joga a Série A1 do Campeonato Paulista desde 2008. Na ocasião, o time da Mooca terminou a primeira fase na 17ª colocação e acabou rebaixado ao lado do Rio Claro, Sertãozinho e Rio Preto. Nesta semifinal, a equipe encara o Velo Clube. O jogo da ida será disputado neste domingo (31) no Estádio Conde Rodolfo Crespi na Rua Javari e a volta será no Estádio Benitão em Rio Claro.

Velo Clube

Sétimo colocado na primeira fase, o Velo Clube também trocou de treinador ao longo das 15 primeiras rodadas do Paulista A2. A equipe começou a competição sob o comando de Fahel Júnior, mas após um desentendimento do treinador com a diretoria, o técnico foi substituído por Guilherme Alves, ex-treinador do Marília, que deu sequência ao bom trabalho que já vinha sendo realizado e conseguiu um feito importante, desbancando o favorito São José nas quartas de final com duas vitórias pelo placar de 2 a 1.

Entre os destaques do time aparecem o lateral-esquerdo Léo Campos, dono de um poderoso chute de perna canhota, o meia Felipinho que em mais uma temporada vem demonstrando seu futebol de alto nível pelo time de Rio Claro e o atacante Caio Mancha, autor do segundo gol em São José dos Campos e que chegou à equipe na janela de transferências após a primeira fase, quando os clubes classificados para as quartas de final podem contratar até cinco jogadores para reforçar seus elencos.

Martinelli, volante com boa chegada no ataque, também foi importante e um dos jogadores mais consistentes do Velo Clube durante esta campanha. De todos os semifinalistas, o Velo Clube é o que não disputa a elite do futebol paulista há mais tempo. A última vez em que esteve na primeira divisão foi em 1979, ano em que o Corinthians foi o campeão estadual ao bater na Ponte Preta.

Noroeste

Moisés Egert está no Noroeste desde 2023 e pela segunda vez consecutiva o time da cidade de Bauru chega entre os quatro mais bem colocados da competição. Na temporada passada, a equipe foi eliminada pelo Novorizontino e retorna às semifinais este ano para enfrentar a Portuguesa Santista, após ter desbancado o São Bento, líder da primeira fase, em pleno Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba.

O Noroeste foi o oitavo colocado e surpreendeu ao vencer o time sorocabano fora de casa e contou com o faro artilheiro de Carlão, goleador máximo do Paulista A2 com 11 gols e a categoria de Luiz Thiago, que marcou cinco, para manter vivo o acesso, que não vem desde 2011, ano em que disputou a elite do futebol paulista pela última vez.

O meia Rodolfo e o zagueiro Balardin, ex-Inter de Limeira também foram importantes na campanha do Noroeste até o momento. A equipe de Moisés Egert é a mais eficiente no ataque entre todos os semifinalistas, tendo marcado 27 gols somando a primeira fase e as quartas de final, contudo, a equipe tomou 21 gols. A equipe de Bauru encara a Portuguesa Santista na semifinal, sendo o primeiro jogo no Estádio Alfredo de Castilho em Bauru e a volta programada para o Ulrico Mursa — em Santos.

Portuguesa Santista

Entre altos e baixos na primeira fase, a Portuguesa Santista cumpriu as expectativas criadas sobre o time, passando sem muitos sustos em quinto lugar na fase classificatória, mas conseguindo mostrar bom futebol contra o XV de Piracicaba nos dois jogos. Antes da disputa do mata-mata, os jogadores reclamaram da falta de pagamento de salários desde o início do ano, mas mesmo sem receber, o time teve personalidade para desbancar outro favorito ao acesso.

Sérgio Guedes faz um ótimo trabalho de gestão de grupo e contou com as excelentes exibições do ponteiro esquerdo Maranhão e do volante Franco para chegar até este ponto do Campeonato Paulista A2. A equipe está focada em voltar para a elite do futebol estadual após 19 anos, já que foi em 2006 o último ano em que o clube esteve na primeira divisão de São Paulo.

Campeã da Copa Paulista em 2023, a Portuguesa Santista acabou eliminada na primeira fase da Copa do Brasil para o Caxias-RS e foca no acesso este ano para ter mais tranquilidade na busca por mais um título da competição e buscar jogar o milionário torneio da CBF na próxima temporada. Vale lembrar que somente os finalistas garantem vaga na elite do futebol paulista.

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo