BrasilCopa do Brasil

‘Fazer muito mais’ vira mantra de um São Paulo que se blinda contra euforia na Copa do Brasil

Dorival Júnior age para fazer equipe correr ainda mais no jogo da volta da final, no Morumbi

Fim de jogo no Maracanã. Os 3,5 mil são-paulinos nas arquibancadas explodem em festa diante da vaia de 60 mil flamenguistas, mas a euforia não se reflete em campo. Após vencer o Flamengo por 1 a 0 no jogo de ida da final da Copa do Brasil, no último domingo (17), os jogadores do São Paulo mal comemoraram. Alguns, como Arboleda e Calleri, apenas desabaram no chão, esgotados. E essa reação comedida diz muito sobre o foco em todos os setores do clube para buscar o título inédito da competição.

O que se viu nos corredores do Maracanã após uma vitória tão importante foram semblantes sérios de jogadores, integrantes da delegação e até mesmo do técnico Dorival Júnior. Nem parecia que minutos antes, o Tricolor construía um resultado que lhe permite jogar por um empate no Morumbi no próximo domingo (24), às 16h (horário de Brasília), para ser campeão da Copa do Brasil.

A mobilização para o duelo decisivo começou tão logo soou o apito final em um sufocante domingo de sol no Rio de Janeiro, com uma blindagem ao elenco contra a euforia que tomou conta das arquibancadas. O São Paulo sabe que deu um passo importante rumo ao título inédito. E sabe ainda mais que a vantagem apenas aumenta a responsabilidade para o que vem pela frente.

– O Dorival preparou o time muito bem, sabemos da força do Flamengo, conheço bem, estive aqui, uma equipe poderosa, muito forte, todo jogador tem qualidade gigante. A gente se comportou muito bem, parabéns à nossa equipe. É muito difícil jogar aqui. O Maraca estava lindo, isso é prazeroso, estamos contentes de ter conquistado a vitória, mas isso não significa nada, tem mais 90 minutos, temos que fazer outro jogo como hoje, impecável, para sair com o título. Pezinho no chão. É devagar. Um jogo só não adianta nada – disse o capitão Rafinha ainda na beira do campo.

Dorival quer time correndo o dobro no Morumbi

“Não podemos jogar abaixo do que atuamos”, “Teremos que fazer muito mais”, “Temos que correr muito mais do que corremos hoje”, “Resultado não se administra”… E por aí vai. Dorival recorreu a muitos jeitos de dizer a mesma coisa ao longo de seus mais de 30 minutos de entrevista coletiva no Maracanã. Uma prova de como o treinador blinda e prepara seus jogadores para a decisão no Morumbi. Ele, aliás, garante que o clima no vestiário era de tranquilidade após a partida. Nada de euforia, apenas consciência de que nada está decidido.

– O vestiário está bem tranquilo. Estamos conscientes de que apenas uma parte, um tempo da partida foi finalizado. Teremos um segundo momento. Não podemos jogar abaixo do que atuamos para que não sejamos surpreendidos pelo Flamengo – afirmou Dorival.

“Tudo pode acontecer. Mas não podemos deixar de deixar nossa vida lá dentro. Resultado não se administra. Você encurta o nosso caminho”. (Dorival Júnior)

Os são-paulinos acabaram o jogo no Maracanã esgotados fisicamente, após uma partida de doação total. Uma postura que deixou o treinador orgulhoso e, ao mesmo tempo, o fez cobrar ainda mais dos atletas para o duelo da volta. Dorival quer que os jogadores corram o dobro no Morumbi para evitar sustos diante do Flamengo.

– Tudo isso não tem preço. Volto a dizer e afirmar: finalizamos a primeira etapa de um jogo grande, contra uma das melhores equipes do futebol brasileiro. Não podemos esmorecer, baixar a guarda em sentido nenhum. São Paulo tem que estar mais e melhor preparados. Teremos que fazer muito mais se quisermos fazer um resultado dentro do Morumbi. Correr muito mais do que corremos hoje. Eu não tenho dúvidas que a preparação tem que ser superior a que tivemos essa semana – disse o treinador.

São Paulo a um empate do título inédito

Com a vitória, o São Paulo está a um empate do título inédito da Copa do Brasil. O jogo da volta está marcado para o próximo domingo (24), às 16h (horário de Brasília), no Morumbi. Antes, o Tricolor recebe o Fortaleza em casa na próxima quarta (20), às 21h30, pelo Brasileirão.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo