Brasil

São Paulo anuncia a venda de Beraldo ao PSG, e alcança número histórico no futebol brasileiro

PSG paga 20 milhões de euros pelo defensor de 21 anos, mas São Paulo tem direito a apenas 60% deste valor

O São Paulo abre 2024 com o anúncio da maior transferência de um zagueiro na história do futebol brasileiro. O Tricolor oficializou nesta segunda-feira (1) a venda de Lucas Beraldo para o PSG. O clube francês pagou 20 milhões de euros na contratação (aproximadamente R$ 107,2 milhões) – mas vale lembrar que não é todo este valor que será depositado nos cofres do Morumbi. O jovem assinou contrato por cinco temporadas.

Quanto o São Paulo irá receber?

Inicialmente, o São Paulo vai receber um valor total de R$ 64,2 milhões pela negociação. A cifra que equivale a 60% dos 20 milhões de euros a que o Tricolor tem direito na transação. O XV de Piracicaba, do início e o próprio jogador dividem igualmente os R$ 42,8 milhões restantes – 20% para cada parte. O clube do Morumbi ainda tenta elevar seu ganho na transação. A meta é chegar a R$ 90 milhões, por meio de oferta de alguma contrapartida para o XV e o atleta.

Beraldo vestirá a camisa 35 no PSG

Beraldo está na França desde o final do ano passado, quando viajou a Paris para realizar exames e assinar o contrato válido por cinco temporadas. No PSG, o zagueiro vestirá a camisa 35 e já se prepara para estrear em breve pelo novo clube. A Ligue 1, o Campeonato Francês, volta no dia 3 de janeiro, com confronto entre PSG e Toulouse. Em fevereiro, o time parisiense encara a Real Sociedad pelas oitavas da Champions League.

 

“Estou muito feliz por ingressar em um clube tão ambicioso como o Paris Saint-Germain. Este é um passo importante na minha carreira e que me ajudará a seguir em frente. Mal posso esperar para conhecer meus novos companheiros e dar meus primeiros passos com esta camisa” (Lucas Beraldo)

São Paulo faz maior venda de um zagueiro da história no Brasil

Com Beraldo, o São Paulo conclui a maior venda de um zagueiro na história do futebol brasileiro. Desde novembro do ano passado, a Trivela já havia noticiado que o clube só aceitaria abrir negociação a partir de 20 milhões de euros (aproximadamente R$ 107,2 milhões). Este é justamente o valor pago pelo PSG na negociação com o Tricolor.

Em números absolutos, a negociação supera com folgas a maior transação de um atleta da posição na história do futebol brasileiro. Para comparação: o Corinthians negociou Murillo com o Nottingham Forrest, da Inglaterra, em agosto do ano passado, por 12 milhões de euros (R$ 64,4 milhões), com possibilidade de receber mais 2 milhões de euros (R$ 10,7 milhões), em bônus por metas a ser alcançadas pelo atleta.

Antes de Beraldo, o próprio São Paulo já detinha o recorde em valores absolutos: foi graças à venda de Breno ao Bayern de Munique, em dezembro de 2007, por US$ 19 milhões. Mas como muito dos negócios foram feitos há mais de dez anos, a Trivela usou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para “atualizar” os valores e retratar o quanto cada venda “valeria” hoje em dia.

Neste cenário, a venda de Beraldo é a segunda maior da história. E o São Paulo mantém o recorde de qualquer forma. O clube negociou Edmílson com o Lyon, em agosto de 2000, por US$ 10,5 milhões (R$ 19,11 milhões à época). Em 2023, esse valor equivale a R$ 113 milhões. Para fazer a maior venda da história, o Tricolor terá de vender Beraldo por pelo menos 21,3 milhões de euros.

As 10 maiores vendas de zagueiros no Brasil:

  1. Edmílson – do São Paulo para o Lyon, em agosto de 2000
    Valores corrigidos: R$ 113 milhões
    Valores na época: US$ 10,5 milhões (R$ 19,11 milhões)
  2. Lucas Beraldo – do São Paulo para o PSG, em janeiro de 2023
    Valores: 20 milhões de euros (R$ 107,2 milhões)
  3. Breno – do São Paulo para o Bayern, em dezembro de 2007
    Valores corrigidos: R$ 101,9 milhões
    Valores na época: US$ 19 milhões (R$ 34,01 milhões)
  4. Alex – do Santos para o PSV, em fevereiro de 2004
    Valores corrigidos: R$ 92,9 milhões
    Valores na época: US$ 8 milhões (R$ 25 milhões)
  5. Roque Júnior – do Palmeiras para o Milan, em junho de 2000
    Valores corrigidos: R$ 87,6 milhões
    Valores na época: 8,5 milhões de euros (R$ 14,45 milhões)
  6. Thiago Silva – do Fluminense para o Mila, em dezembro de 2008
    Valores corrigidos: R$ 85,97 milhões
    Valores na época: 10 milhões de euros (R$ 32,1 milhões)
  7. Jemerson – do Atlético-MG para o Monaco, em janeiro de 2016
    Valores corrigidos: R$ 84,07 milhões
    Valores na época: 11 milhões de euros (R$ 47 milhões)
  8. Mina – do Palmeiras para o Barcelona, em janeiro de 2018
    Valores corrigidos: R$ 80,53 milhões
    Valores na época: 12,3 milhões de euros (R$ 48 milhões)
  9. Gil – do Corinthians para o Shandong Lunen, em janeiro de 2015
    Valores corrigidos: R$ 78,63 milhões
    Valores na época: 10 milhões de euros (R$ 43,9 milhões)
  10. Henrique – do Palmeiras para o Barcelona, em junho de 2008
    Valores corrigidos: R$ 70,29 milhões
    Valores na época: 10 milhões de euros (R$ 25 milhões)
  11. Murillo – do Corinthians para o Nottingham Forrest, em agosto de 2023
    Valor: 12 milhões de euros (R$ 64,4 milhões)*
    *Mais 2 milhões de euros (R$ 10,7 milhões) em bônus

PSG superou concorrência da Inglaterra por Beraldo

Antes de fechar com Lucas Beraldo, o PSG teve de superar a concorrência de outros clubes, especialmente da Inglaterra. O Liverpool e o Leicester foram dois clubes que fizeram contatos pelo zagueiro antes de ele rumar à França. Mas a equipe que chegou com mais força na corrida foi o Zenit.

Os russos chegaram a apresentar uma proposta de 18 milhões de euros ao São Paulo. Mas por conta de possíveis sanções da Fifa e da Uefa relativas à guerra contra a Ucrânia, e pelo próprio peso da Liga Russa no contexto mundial, a equipe de São Petersburgo foi descartada logo de cara

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo