Brasil

Carille lamenta a derrota na Vila, mas gordura para queimar ameniza a frustração do Santos

Após derrota para o Novorizontino, na Vila Belmiro, por 2 a 1, Carille salientou que erros ocorreram no momento certo

A derrota por 2 a 1 para o Novorizontino, na tarde deste domingo (18), em plena Vila Belmiro, pela 9ª rodada do Campeonato Paulista, frustrou o técnico Fábio Carille. Porém, o treinador comemorou o fato de os erros terem sido cometidos em um momento da competição em que o Peixe pode se dar o luxo de “queimar gorduras”. Líder isolado do Grupo A com 19 pontos, o Alvinegro já está classificado para as quartas de final e as falhas observadas pelo treinador poderão ser corrigidas durante a semana.

Fora da Copa do Brasil e das competições continentais, o Santos só voltará a campo no próximo domingo (25) para encarar o São Bernardo, no MorumBis, às 11 horas (horário de Brasília).

— Eu penso que a questão da gente ter sofrido bastante contra o Novorizontino passa por fazer jogo mais seguro na zona de construção e não fazer o que o rival quer. Nosso pensamento e atitudes, ainda estão parecendo faísca curta. Não estavam ligados. Achei o nosso time muito pouco concentrado, precisava estar mais. E isso, na minha opinião, vem do desgaste. Apesar disso, o saldo é positivo. Que bom que foi agora e teremos tempo para trabalhar — falou Carille após ser surpreendido pelo Novorizontino.

Carille comemora o retorno dos treinamentos

Com dois jogos por semana, o treinador do Santos já vinha se queixando da falta de tempo para realizar treinamentos no CT Rei Pelé. Com os próximos compromissos sendo disputados apenas aos sábados e domingos, Carille acredita que poderá fazer ajustes e levar o Peixe a evolução.

— Sobre cansaço, não só o Santos, mas todos se preocupam com cansaço. Ainda bem que pudemos controlar lesões, esperar o departamento médico para pensar no time ideal. Individualmente e taticamente vamos poder treinar. Tivemos que fazer do jeito que dava. Indo para o jogo de semana a semana, vamos dar uma resposta melhor.

Expectativa para as voltas de Cazares e Giuliano

Além dos ajustes táticos e técnicos na equipe, Carille quer aproveitar os dias sem jogos para ver as condições de jogo dos seus dois principais meias: Cazares e Giuliano.

— Sobre Cazares e Giuliano, vamos ter reunião na quarta-feira (21) e entender qual será o próximo passo para eles. Não só quero treinar taticamente, mas recuperar jogadores. Desde o empate com o Mirassol todos os jogadores estão muito desgastados. Ainda bem que não tivemos mais lesões para que eu possa ter todo mundo em breve. Espero que todo o grupo esteja à disposição. Não só eles, mas todos nós, foram nove jogos. Vai ser muito importante a recuperação física desses atletas – declarou o comandante santista.

A preparação da semana será para atuar no MorumBis, que receberá o confronto com mando do Santos. Carille sabe da força da torcida do Peixe na Capital do Estado e espera que ela possa fazer do estádio do São Paulo um verdadeiro caldeirão alvinegro.

— Aqui (a Vila) é a nossa casa, a gente se sente bem. Temos que fazer daqui um caldeirão. Mas sabemos da força da torcida em São Paulo. Esperamos um estádio lotado, que a gente faça por merecer dentro de campo — completou o técnico.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo