Brasil

Reservas do Fluminense fazem ‘despedida’ em jogo pela liderança contra o Nova Iguaçu

Fluminense dará última chance a time completamente alternativo, por força de regulamento e também por retorno de titulares, que focam na Recopa, em fevereiro

O ano de 2024 ainda está no início, mas o Fluminense terá uma “despedida” neste domingo. Com a volta de Fernando Diniz e dos titulares após as férias, o Tricolor terá um time completamente reserva pela última vez neste domingo (28), às 18h10 (de Brasília) pelo Luso-Brasileiro.

O regulamento do Campeonato Carioca exige que os times usem titulares após a quarta rodada. Mesmo assim, alguns dos destaques da equipe comandada por Marcão devem seguir tendo minutos e chances com Fernando Diniz.

Lelê, artilheiro do Campeonato Carioca com três gols em três jogos, puxa a fila. O jogador de 26 anos agrada e muito ao treinador do Flu e deve dar um descanso a mais a Germán Cano e John Kennedy, que está com a Seleção Sub-23 no Pré-Olímpico.

Quem também merece a atenção de Diniz é Felipe Andrade, que virou volante com Marcão e se tornou o grande destaque do Fluminense em 2024. O jovem de 21 anos é zagueiro de origem, virou lateral-direito nas divisões de base, começou a ser utilizado em 2023 como lateral-esquerdo e agora parece ter achado sua posição. Ele será peça importante num setor que provavelmente perderá André.

Jovens como Luan Freitas, Rafael Monteiro, Arthur e Isaac também podem seguir sendo utilizados. Outros, como Wallace, Edinho, Johnny, Marcos Pedro, Alexandre Jesus, Gustavo Apis e João Neto provavelmente buscarão novos ares em 2024.

Fluminense enfrenta o Nova Iguaçu de olho na tabela do Carioca

Se estendeu as férias dos jogadores utilizados no Mundial de Clubes no fim de 2023, o Fluminense começou bem o ano de 2024. As atuações podem não ter sido brilhantes, mas o Tricolor briga pelo topo da tabela do Campeonato Carioca.

Com os mesmos 7 pontos que Vasco e Nova Iguaçu, o Flu tem confronto direto contra a equipe da Baixada Fluminense neste domingo. Uma vitória sobre a equipe laranja no Luso-Brasileiro pode dar uma folga importante ao Tricolor, que passaria a brigar com os outros grandes pela liderança.

Atual bicampeão estadual, o Fluminense não se consagra como tri desde 1985. Naquela ocasião, o Tricolor disputou a final do Carioca contra outro pequeno, o Bangu, à época turbinado pelo dinheiro do contraventor Castor de Andrade, um dos maiores nomes da história do Jogo do Bicho no Rio de Janeiro.

Titulares e reforços estrearão pouco a pouco pelo Fluminense

O foco do início de temporada do Fluminense é a conquista da Recopa Sul-Americana. Não só pelo que a competição pode proporcionar em termos financeiros, mas também por um novo embate contra a LDU, um dos principais pesadelos do Flu na história recente.

Foi contra os equatorianos que o Tricolor amargou vice-campeonatos da Libertadores e da Copa Sul Americana em 2008 e 2009. Nada melhor do que uma nova final continental para a revanche. Depois de exorcizar seus fantasmas com o título da Libertadores em 2023, o Fluminense agora foca na Recopa.

Por isso, os reforços e os titulares estrearão pouco a pouco em 2024. A expectativa é que Felipe Alves, Renato Augusto e Terans já tenham condição de jogo em breve. Reservas bastante utilizados como Guga, Marlon, Diogo Barbosa e Lima também devem ser os primeiros a entrar em campo.

Os mais experientes cumprirão um trabalho específico e devem ser os últimos a entrar em ação, como Marcelo, que ainda não se reapresentou, e Douglas Costa, que ainda não assinou contrato com o Fluminense.

Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo