Brasil

Renovação de Igor Jesus repete roteiro que explica previsão ousada do Flamengo para a base

Flamengo quer se proteger com renovação de Igor Jesus, pensando na meta estipulada para as grandes revelações das categorias de base

O Flamengo tem conversas para renovar o contrato do jovem Igor Jesus, uma das principais revelações das categorias de base. O volante recebeu minutos de Tite nesta edição do Campeonato Carioca e deu conta do recado, fazendo com que o Rubro-Negro acelerasse o processo pelo novo vínculo. Tal postura repete um roteiro e explica a postura do clube com os Garotos do Ninho.

As principais joias do Flamengo não rendem frutos apenas dentro de campo, mas também aos cofres do clube. Pensando nisso, a renovação com Igor Jesus funciona muito mais como um mecanismo de proteção para possíveis ofertas na janela do meio do ano. Com isso, o Rubro-Negro garante a permanência, ou uma excelente oferta, de olho em meta ousada, estipulada neste ano.

O processo de renovação

Igor Jesus tem vínculo até dezembro de 2025 e, durante a nova rodada de negociações, o Flamengo ofereceu contrato por mais dois anos, ou seja, encerrando no fim de 2027. Depois das oportunidades bem aproveitadas na equipe principal, o volante também receberá uma importante valorização salarial, de acordo com o portal GOAL. A multa, segundo apurou a Trivela, por sua vez, deve permanecer a mesma: 50 milhões de euros, cerca de R$ 250 milhões na cotação atual.

Igor Jesus aproveitou bem as oportunidades que recebeu no Campeonato Carioca (Foto: Divulgação/Flamengo)

O modus operandi é o mesmo de momentos anteriores. O Flamengo busca proteção de propostas, seja da Europa ou do mundo árabe, com contratos mais longos. A valorização salarial faz com que os atletas estejam mais satisfeitos financeiramente, enquanto as multas altíssimas deixam o Rubro-Negro no controle da situação. Foi assim com outras promessas que ainda estão no elenco, como é o caso de Victor Hugo.

Dessa forma, Igor Jesus terá mais tempo para trabalhar e, possivelmente, se consolidar no elenco principal do Flamengo. Ele subiu para os profissionais em 2023 e já realizou 18 jogos no time de cima, além de ter se destacado, também, na Seleção Brasileira sub-23. Cria do Desportivo Real, o volante ainda passou pelo Goiás antes de chegar ao Ninho do Urubu.

A meta estipulada pelo Flamengo

Desde 2019, o Rubro-Negro contabiliza diversas marcas expressivas de arrecadação, mas com os Garotos do Ninho tem sido muito acima das expectativas. O Flamengo conseguiu fechar o ano passado com receita recorde em vendas de jovens promessas, com mais de R$ 250 milhões para os cofres. As transações envolvendo Matheus França e João Gomes, para Crystal Palace e Wolverhampton, respectivamente, foram as mais rentáveis.

  • R$ 104 milhões – Matheus França
  • R$ 103,2 milhões – João Gomes
  • R$ 11 milhões – Mateusão
  • R$ 8,5 milhões – Ramon
  • R$ 8,4 milhões – Kauã Santos
  • R$ 6 milhões – Vitor Gabriel
  • R$ 5,3 milhões – Matheus Thuler
  • R$ 2,7 milhões – Otávio
  • R$ 1,5 milhões – Richard Ríos
  • R$ 1,5 milhões – Pepê
  • R$ 250 mil – Gabriel Barros

Dentro desses números, o Flamengo pensou em uma proposta ainda mais ousada: repetir o feito. De acordo com o vice-presidente das categorias de base, Vitor Zanelli, o Rubro-Negro projeta arrecadar mais R$ 1 bilhão com negociações de promessas até 2028. Esse tipo de receita, sem dúvida, dá margem para que o departamento de futebol consiga oxigenar e reforçar ainda mais o elenco profissional.

— A gente sempre bateu recordes, a cada ano consegue algo a mais. É o que eu sempre falo aqui, o céu não é o limite. Hoje a nossa base tem um posicionamento relevante no mundo também em matéria de formação. Todos sabem que temos uma chancela muito boa, tanto que temos vendas maravilhosas. Ao longo desses cinco anos de gestão, vendemos pouco mais de R$ 1 bilhão. E a projeção, se pegarmos o que já temos de atletas aqui e levarmos para os próximos quatro anos, a gente pode chegar a vender mais R$ 1 bilhão. Isso não é algo difícil — disse, em entrevista à FlaTV.

Nesse momento, alguns jovens atletas aparecem como possíveis vendas importantes, muito além de Igor Jesus e Victor Hugo, já citados na matéria. Wesley, lateral direito titular em 2023, com apenas 19 anos, também atraiu sondagens do futebol inglês. Apesar disso, a grande joia dessa geração é o meia-atacante Lorran, de 17 anos, o jogador mais jovem a marcar um gol pelos profissionais do Flamengo. Ele possui contrato até 2025, com multa dentro do planejamento: 50 milhões de euros.

A base mais rentável fora da Europa

Os Garotos do Ninho têm rendido tantos frutos ao Flamengo que nem a Europa pôde ignorá-lo. Um levantamento, publicado em janeiro pelo Observatório de Futebol CIES, apontou o Rubro-Negro como o clube com a base que mais arrecada fora do Velho Continente, ao longo dos últimos dez anos. A equipe carioca ficou em 13º terceiro no ranking mundial, com lucro de R$ 228 milhões de euros, cerca de R$ 1,2 bilhão. Benfica, Ajax e Lyon ficaram entre os três primeiros na lista, com os portugueses superando os 500 milhões de euros.

— Isso é um resultado da qualidade dos nossos atletas e de todo o trabalho que vem sendo feito no desenvolvimento deles. Flamengo hoje é uma grande chancela de formação no mundo. Como eu falei, acredito muito que nos próximos anos a projeção de venda vai ser melhor ainda. Porque o que a gente tem de atleta bom pela nossa base. Nós temos atletas que formamos desde cedo, que começam com 7, 8 anos, e os que a gente contrata com 16, 17. Temos que buscar os melhores jogadores que têm no mercado, não importa a idade — completou Zanelli.

Os mais de R$ 1 bilhão vem da venda de 28 atletas. É importante frisar que, como entrou em 2019, Landim não é o responsável pela venda de Vinicius Júnior e Lucas Paquetá, por exemplo, que entram na conta do levantamento citado. A principal transação da atual gestão foi a de Reinier ao Real Madrid, que rendeu quase R$ 200 milhões entre valores fixos, bônus e mecanismos do clube formador. Outros nomes, que vão além dos citados, como Léo Yuri César, Rodrigo Muniz e Lázaro, também contribuíram.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance! e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo