Brasil

Armador do Palmeiras, Veiga tem média de passes certos menor que de reservas

Meia do Palmeiras não tem participado tanto da articulação das jogadas

Na vitória sobre o Independiente del Valle, de virada (3 a 2), pela Copa Libertadores, na quarta-feira (24), Raphael Veiga atingiu uma marca considerável. Apenas ele e o goleiro Weverton foram titulares nos últimos seis jogos do Palmeiras.

Três destes jogos foram pelo Campeonato Brasileiro: Vitória, Internacional e Flamengo. Nas quais o camisa 23 efetuou apenas 59 passes — errou sete, segundo o FootStas.

O índice de acerto é apenas o 10º mais alto do Palmeiras. Reserva, Gabriel Menino, por exemplo, acertou 53. O líder do fundamento no Alviverde é Piquerez, que efetuou 102 e acertou 95.

A pouca participação de Veiga com a bola no pé vem sendo sentida. O Palmeiras tem chegado pouco em articulações na qual o criador das jogadas do time consegue ser eficaz. Muitas vezes, têm ficado para os volantes, laterais e atacantes a função de fazer a bola girar.

Quase quatro vezes

Para efeito de comparação, a Trivela pesquisou números de outros meias do campeonato. Ganso, do Fluminense, tem 103 passes certos no torneio. Rodrigo Garro, do Corinthians, 120. E Matheus Pereira, do Cruzeiro, 103.

No momento, o jogador com mais passes feitos na competição é o volante André, do Fluminense, com 208 passes certos — quase quatro vezes a marca de Raphael Veiga.

Abel reconheceu, após o empate sem gols com o Flamengo, que o jogador não vem bem:

— E o Veiga não está bem, realmente, por culpa minha. Ele não devia ter jogado contra o Vitória, jogou… Muitas vezes a má forma dos nossos jogadores é responsabilidade minha. Ele já deveria ter descansado. Sorte tenho que temos um núcleo de performance espetacular e o treinador tem que colocar gente mais experiente. Estêvão está nos ajudando muito, o Luis Guilherme, Lázaro, o Endrick hoje foi bem. A diferença é essa, a gente forma jogadores, e nosso adversário contrata — disse ele.

Estilo de jogo

É evidente que cada time tem um jeito diferente de jogar, e que o número de vezes que um atleta toca na bola e efetua passes se espelha no estilo de cada um. Mesmo assim, o número parece baixo demais.

Na entrevista coletiva após a vitória por 3 a 1 sobre o Liverpool, Veiga comentou que vem se espelhando em Kaká para achar uma maneira de contribuir mais com a equipe:

— Um dia o Kaká deu uma entrevista de que um jogador pega na bola às vezes dois ou três minutos em um jogo. Uma coisa que o Abel me pede é que, às vezes, eu ficava andando para um monte de lugar no campo, tocava muito na bola, mas não produzia. Tem hora que vou pegar dez vezes na bola e vou dar três assistências — disse.

Aos menos contra o time uruguaio, a afirmação fez sentido. Naquele dia, ele deu três toques na bola e fez três passes para gols. No total, Veiga tocou na bola 29 vezes em dois jogos no torneio. É o 9º da equipe na competição em número de passes certos.

Próximos jogos do Palmeiras: datas, horários e onde assistir

  • São Paulo x Palmeiras – Campeonato Brasileiro – Segunda-Feira, 29 de abril, às 20h (Horário de Brasília) – Premiere
  • Palmeiras x Botafogo-SP — Copa do Brasil — Quinta-feira, 2 de maio, às 21h30 (Horário de Brasília) — SporTV e Premiere
Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo