Brasil

Quem é, como joga e porque Adam Bareiro é o atacante ideal para o Atlético-MG de Milito

Na mira do Atlético, Adam Bareiro tem características que faltam para o ataque do time de Gabriel Milito

Atacante. Relativamente alto. Ótimo de cabeça. E sabe jogar fora da área. Características que se encaixam no esquema de Gabriel Milito, e não à toa o paraguaio Adam Bareiro entrou no radar do Atlético-MG, já que ele possui tudo isso. A Trivela te mostra quem é o jogador que o Galo tenta buscar no futuro rival San Lorenzo, que chama atenção também de River e Boca.

Paraguaio de 27 anos, Adam Bareiro começou a carreira no Olimpia, mas se destacou mesmo pelo Nacional, em 2018. Com isso, foi vendido ao Monterrey, do México, mas lá teve poucas chances, sendo emprestado três vezes: San Lorenzo (ARG), Alanyaspor (TUR) e Atlético San Luís (MEX).

Apesar da primeira passagem dele no San Lorenzo também ter sido curta, com apenas 14 jogos, ele agradou o clube, que o adquiriu em definitivo em 2022, ano em que ele começou a deslanchar. Ao todo, são 36 gols pelo Ciclón nos últimos anos, que o levaram para a Seleção Paraguaia.

Agora, o destino de Bareiro pode ser o Atlético, adversário do San Lorenzo nas oitavas de finais da Libertadores, como informaram os jornalistas Germán Garcia Grova e César Luis Merlo, especialista no mercado de transferências sul-americano. A multa dele é de 3.5 milhões de dólares (R$ 18,5 milhões).

— Se Bareiro acredita que completou um ciclo e tem que ir embora, que assim seja. Até que ponto podemos nos comprometer a cumprir o contrato dele se não podemos pagá-lo? — comentou Nestor Ortigoza, dirigente do San Lorenzo à TNT Sports Argentina.

Como joga Adam Bareiro?

Um dos principais jogadores do San Lorenzo, Adam Bareiro já foi elogiado publicamente por Luis Suárez. O jogador se destaca mais próximo ao gol, seja na entrada da área ou já dentro dela. Bareiro é um atacante muito físico, que briga com os zagueiros, consegue fazer bons pivôs e abrir espaços ou puxar a marcação. Além disso, se dá muito bem nas bolas aéreas.

Segundo o site de estatísticas FBref, dos últimos 15 gols que Bareiro marcou, oito foram de cabeça, o que mostra a sua qualidade na bola aérea.

Fora da área, Bareiro consegue jogar e ajudar, mas é sempre aquele jogador de um toque. Em um contra-ataque, por exemplo, ele pode ser o jogador que o inicia, jogando de costas, e/ou o que finaliza, já na área. O paraguaio não será quem puxa o ataque, carrega a bola e cria uma jogada, por exemplo.

Bareiro também é especialista em cobranças de pênaltis. É o batedor oficial do San Lorenzo e já chegou a chamar atenção por ter batido um de cavadinha em plena La Bombonera lotada.

Algo importante para o Atlético é que Bareiro é um jogador saudável, que não costuma ter lesões e consegue jogar com frequência. No entanto, o lado negativo é que ele é muito advertido. Em 2023, levou 22 amarelos em 51 jogos, e em 2024 já são oito em 21. Ou seja, pode ficar de fora constantemente por acúmulo de cartões.

Por que o paraguaio é perfeito para o Atlético de Milito?

O Atlético de Gabriel Milito é um time com muita amplitude. Consequentemente, produz muitas jogadas pelas laterais, que geram também muitos cruzamentos. No Brasileiro e na Libertadores, o Galo soma uma média de 20 cruzamentos por jogo, o que mostra como essa arma é muito utilizada.

Apesar do time não ter muitos jogadores de alta estatura, o Galo consegue balançar as redes através de alguns cruzamentos, como no jogo contra o Caracas, quando marcou duas vezes assim.

No entanto, fica uma sensação de que, se tivesse mais jogadores altos ou mesmo um especialista, esses cruzamentos seriam melhor aproveitados. E aí que entra Adama Bareiro e seus ótimos números em cruzamentos.

A Trivela, inclusive, questionou Milito sobre esse assunto, de não ter muitos jogadores altos em campo. Para o treinador, vale mais o posicionamento e o acerto do cruzamento com a movimentação de quem está na área do que necessariamente a estatura ou a característica.

O importante é que o cruzamento seja de qualidade, e a movimentação seja a tempo. Se quem se movimenta começa tarde, quando a bola já saiu, não há ponto de encontro. Se movimenta bem, mas a bola não vai boa, também não há ponto de encontro. Isso é mais importante que a característica — Milito.

Milito ainda destacou que o Atlético tem um especialista em cruzamentos que é Scarpa, e que é preciso utilizar mais dessa valência dele para “ir com mais gente e mais convicção” para a área.

Como está a situação de Bareiro?

Sendo destaque do San Lorenzo, Bareiro chamou atenção de muitos clubes. No início do ano, antes de contratar Mastriani, o Athletico-PR tentou a contratação do paraguaio, mas os argentinos afirmaram que só venderiam pela cláusula de 7 milhões de dólares.

Ao fim da janela, Bareiro, que tem a intenção de sair, chegou a um acordo com o San Lorenzo para reduzir a cláusula pela metade, chegando aos 3,5 milhões de dólares citados acima.

Com esse valor considerado baixo e o destaque pelo Ciclón, Bareiro atraiu ainda mais atenções, e gera hoje uma disputa entre River Plate Boca Juniors por sua contratação, segundo fontes da Argentina. No entanto, segundo a ESPN Argentina, ele garantiu ao San Lorenzo que não quer atuar por outro clube argentino.

Dessa forma, o Atlético parece um ótimo caminho para Bareiro cumprir sua promessa de sair, mas não atuar na Argentina. A única questão é que os clubes vão se enfrentar nas oitavas de final da Libertadores, e uma negociação dessa enfraqueceria o San Lorenzo e reforçaria o Galo antes do confronto.

Se esses rumores estão acontecendo, é porque estou fazendo bem as coisas; São frutos do meu sacrifício. Mas, agora, estou muito focado na Seleção — afirmou o centroavante nesta terça-feira (4), em meio aos treinamentos com o Paraguai.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Jornalista pela PUC-MG, passou por Esporte News Mundo e Hoje em Dia, antes de chegar a Trivela. Cobriu Copa do Mundo e está na cobertura do Atlético-MG desde 2020.
Botão Voltar ao topo