Brasil

Todas os problemas que o Palmeiras tenta destravar durante a data-Fifa

Palmeiras tem questões dentro e fora de campo que podem ser resolvidas no período sem jogos até o dia 13

O Palmeiras só volta da folga concedida aos jogadores na quinta-feira (6). O grupo foi dispensado depois da vitória por 2 a 1 sobre o Criciúma, em Santa Catarina, no domingo (2), pelo Campeonato Brasileiro.

Nesse intervalo sem jogos, por conta da data-Fifa, o Palmeiras terá tempo para solucionar algumas questões, sem ter os preparativos e os jogos propriamente em paralelo para se preocupar.

O maior problema atualmente, no entanto, que seria resolver o mau futebol da equipe, não vai ser possível sanar em tão pouco tempo. Abel Ferreira vai mesmo ter que trocar a asa do avião em pleno voo.

Mas é evidente que o espaço de tempo até a quinta-feira, dia 13, quando o Alviverde enfrenta o Vasco, servirá para o treinador fazer algumas observações nos treinamentos e tomar decisões importantes.

No que diz respeito ao time, o maior problema hoje vem sendo a falta de confiança e de futebol de Raphael Veiga. O meia segue jogando mal. E, contra o Criciúma, nem mesmo o pênalti que o time teve, ele quis cobrar, deixando a tarefa para o capitão Gustavo Gómez.

O fato de Rômulo ter sido titular no Heriberto Hülse, ainda que ao lado de Veiga, foi um bom indício de que Abel começa a ver o novato, chegado há pouco tempo do Novorizontino, com bons olhos.

Veja abaixo as outras questões que o Palmeiras pode resolver na data-Fifa:

Negociação de Luis Guilherme

Palmeiras e West Ham estão nos instantes finais da negociação que deve levar Luis Guilherme para a Premier League. O meia de 18 anos vai deixar o Verdão por 30 milhões de euros — R$ 172 milhões.

Dois pontos ainda pendem. O primeiro diz respeito à manutenção de 20% de uma futura venda do jogador com o Palmeiras. O clube ainda tenta embutir essa cláusula na negociação. O outro é a data de apresentação, que o Palmeiras gostaria de postergar. Mas o mais provável é que Luis deixe o clube já no próximo mês, com a abertura da janela de transferências.

Negociação de Estêvão

O Verdão ainda não bateu o martelo com o Chelsea, que está bem próximo de anunciar a contratação de Estêvão. O jogador vai custar 65 milhões de euros ao clube de Stamford Bridge (R$ 372 milhões).

Estevão, na chegada do Palmeiras a Ribeirão Preto (Foto: Cesar Greco/ Palmeiras/ By Canon)

O Palmeiras também quer ingerência quanto à data de apresentação do atleta ao clube inglês. Nesse caso, porém, a diferença seria de meses. O Alviverde quer que Estêvão dispute o Mundial de Clubes do ano que vem, nos EUA, antes de se transferir para Londres.

Recuperação de Dudu

O camisa 7 está bem próximo do retorno. Sua volta chegou a ser pensada para o confronto com o San Lorenzo, pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, mas o atacante sentiu dores na panturrilha direita.

Com o intervalo sem jogos, Dudu terá mais tempo para se condicionar e deve ser nome certo no jogo-treino que o time fará no domingo (9), contra um adversário ainda indefinido.

 

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo