BrasilCopa do Brasil

Gol de Ricardo Oliveira e a habilidade de Robinho salvaram o Santos

O Santos não fez um grande jogo contra o Maringá na Vila Belmiro na noite desta quarta-feira e venceu só por 1 a 0, depois de ter empatado o primeiro jogo no Paraná por 2 a 2. Mesmo assim, houve momentos para a torcida comemorar. O mais evidente, claro, o gol de Ricardo Oliveira, marcado aos 46 minutos do segundo tempo. Tudo bem, o Santos se classificava pelos gols fora de casa, mas cá entre nós, o time campeão paulista e amplamente favorito não poderia sofrer como sofreu. Pouco se salvou da atuação santista. Um pouco disso esteve nos veteranos, Ricardo Oliveira e Robinho.

LEIA TAMBÉM: Elano e Robinho se reencontram no Santos, mas ainda bem que ninguém convidou o Bellamy

O atacante marcou um belo gol no fim do jogo, dominando bem um lançamento da defesa para chutar sem chance de defesa, na cara do gol. A comemoração foi até tímida, o que é até compreensível, pelo adversário e pela situação. A torcida teve também para comemorar alguns lances de Robinho. Não foi decisivo, mas teve seus lapsos de habilidade que o tornam tão ídolo na Vila Belmiro.

Já falamos mais de uma vez por aqui que Robinho não é só um jogador de espetáculo, de dar dibres (sim, o novo certo é assim mesmo, DIBRE). Foi útil ao Milan no último scudetto da equipe, assim como foi útil ao Santos em 2010, na conquista da Copa do Brasil. Continuará sendo no Santos, se continuar no clube.

Por enquanto, vale assistir o vídeo dos lances de Robinho e do gol de Ricardo Oliveira.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo