Brasil

Nico Larcamón não resiste à perda do Mineiro e é demitido do Cruzeiro

O treinador celeste ficou pouco mais de três meses no cargo; com ele, o Cruzeiro caiu na primeira fase da Copa do Brasil e foi vice-campeão

O Cruzeiro anunciou a demissão do treinador Nicolás Larcamón, de 39 anos. O argentino não resistiu à derrota de virada para o grande rival Atlético-MG, por 3 a 1, na final do Campeonato Mineiro, decidida nesse domingo (7). Além disso, a queda precoce na primeira fase da Copa do Brasil, para o Sousa (PB), também pesou na decisão da SAF encabeçada por Ronaldo Nazário.

“O Cruzeiro comunica que decidiu pela descontinuidade de Nicolás Larcamón no comando técnico da equipe. Além do treinador, deixam o clube os auxiliares técnicos Javier Berges e Damian Ayude, o analista de desempenho Miguelangel Leopardi e o preparador físico Juan Cruz Monaco. Agradecemos por todo o comprometimento no dia a dia do Cruzeiro e desejamos sucesso na sequência da trajetória dos profissionais”, publicou o clube celeste em suas redes sociais.

Nico Larcamón, que já vinha sendo questionado internamente, pela falta de evolução do time e vexame na Copa do Brasil, e também pelos torcedores, por uma dita “teimosia” em escalar nomes contestados, além de dar poucas oportunidades aos jovens da excelente base celeste, perdeu ainda mais prestígio após as duas partidas da decisão do Campeonato Mineiro. Escolhas controversas nas escalações e substituições culminaram em sua responsabilização pelo traumático vice-estadual num Mineirão abarrotado de cruzeirenses.

Para se ter ideia de como a pressão aumentou desde a perda do título estadual — que esteve na mão do Cruzeiro, após o clube celeste, que já tinha a vantagem do empate, abrir o placar na primeira etapa —, Larcamón foi chamado de burro por grande parte dos mais de 61 mil presentes no Mineirão. A coletiva do treinador também foi tensa e gerou embate com os jornalistas.

Assim, a cúpula da SAF celeste se reuniu durante a manhã desta segunda-feira (8) e decidiu pela demissão de Nico Larcamón, que comandou o treinamento da equipe normalmente.

Quando anunciar o substituto de Larcamón o Cruzeiro chegará ao seu sexto treinador desde a chegada da SAF, que assumiu o clube no início de 2022. As mudanças começaram a acontecer em 2023, já com o clube na Série A do Campeonato Brasileiro, quando o uruguaio Paulo Pezzolano deixou o cargo.

História e carreira de Nicolás Larcamón

Nascido em La Plata, na Argentina, Nicolás Larcamón vem de uma família de jogadores de futebol, tendo seu pai e seu tio sido atletas profissionais na Argentina. O treinador sempre quis seguir carreira nos gramados, tendo chegado a jogar no Club Atlético Los Andes, um clube pequeno da Grande Buenos Aires. Mas seu sonho foi interrompido ainda cedo, por causa de uma osteocondrite — inflamação em ossos e cartilagem. A condição o obrigou a se aposentar dos gramados aos 22 anos.

Mesmo sem poder jogar, Larcamón não desistiu do sonho de trabalhar com o futebol. Chegou a estudar educação física e, por um período, passou a cursar arquitetura. Após um período de quatro anos afastado do esporte, retornou a área como treinador do clube juvenil Almafuerte, em Temperley. Depois disso, sua carreira ascendeu e ele trabalhou nas categorias de base do Nueva Chicago e do Los Andes antes de assumir o cargo de assistente técnico do treinador Alejandro Nanía, que comandava o clube Mataderos.

Apesar da pouca idade, Nicolás Larcamón já tem uma carreira considerável. Sua primeira experiência como treinador aconteceu em 2016, quando assumiu o Deportivo Anzoátegui, da Venezuela. No comando do clube, o jovem, então com 31 anos, chegou à final do campeonato local, conseguindo classificar o time para a Copa Sul-Americana.

Ele deixou a Venezuela em junho de 2017, sendo contratado pelo Deportes Antofagasta, do Chile, ficando apenas cinco meses no clube. Em janeiro de 2018, foi apresentado como comandante do também chileno Huachipato, onde esteve até julho de 2019.

Em dezembro daquele ano, assumiu o Curicó Unido, também do Chile, ficando no clube até novembro de 2020. Na data em questão, se demitiu após receber oferta do Club Puebla, do México. Em 2021, levou seu modesto clube até às semifinais do Clausura 2021. Ele esteve no clube até novembro de 2022, quando renunciou ao cargo. No período, chegou com sua equipe até as quartas de final da Liga MX em mais três oportunidades.

Chegada ao León

Nicolás Larcamón foi anunciado como treinador do León em novembro de 2022. No clube, alcançou o auge de sua carreira ao conquistar a Liga dos Campeões da Concacaf, em junho de 2023, batendo o Los Angeles FC, dos Estados Unidos, na final. Ele ainda conseguiu bons resultados na Liga MX, deixando seu clube, que não está entre os maiores orçamentos do país, próximo dos principais (e mais ricos) times do país.

Pode-se dizer que Nicolás Larcamón acabou sendo vítima do seu próprio sucesso no Léon, pois foi demitido após ser eliminado precocemente do Mundial de Clubes FIFA, após perder por 1 a 0 para os japoneses do Urawa Reds, na última sexta-feira (15).

Após a derrota, o Léon rapidamente anunciou sua saída. Em comunicado, o clube mexicano afirmou que a eliminação se tratou de “uma vergonha”.

“Nos sentimos envergonhados pela forma como estamos saindo do torneio mais importante da nossa história. O Club León deve recuperar a sua mística, a sua identidade, a vocação e a coragem que sempre nos caracterizaram. É uma decisão muito dolorosa para a instituição porque corta um projeto no qual tínhamos grandes esperanças. Agradecemos a Nicolás e sua comissão técnica por nos ter trazido até aqui como campeões da Concacaf, não esqueceremos”, escreveu o Léon.

Acerto com o Cruzeiro

Poucos dias após a demissão do León, Nicolás Larcamón foi anunciado como novo treinador do Cruzeiro. O acerto entre as partes foi rápido e o argentino começou a trabalhar no clube já na reapresentação. Além disso, Nico foi muito ativo durante a janela de transferências do Cruzeiro, participando do processo de escolha de jogadores, o que resultou numa busca maior nos mercados mexicano e da MLS.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo