Brasil

Marcelo Paz recusa convite do Corinthians; veja o motivo

CEO do Fortaleza comunicou a decisão através das redes sociais após procura de Augusto Melo

Na noite desta quarta-feira (12), Marcelo Paz, CEO do Fortaleza, recusou o convite do Corinthians para assumir o mesmo cargo no clube paulista.

O dirigente usou as redes sociais para comunicar e justificar sua decisão. No final do texto, ele confirma o contato com Augusto Melo, presidente do Corinthians, e deseja sorte na caminhada do mandatário à frente do Timão.

“Entendo que ainda há muito por fazer pelo Tricolor e por isso comunico minha permanência no cargo de CEO do Fortaleza EC SAF. Comuniquei a decisão primeiramente ao presidente Augusto Melo, em sintonia com a clareza e transparência que sempre defendo nas relações entre duas grandes instituições, e desejo sorte em sua caminhada à frente do clube paulista”, escreveu Marcelo Paz.

Trajetória de Marcelo Paz no Fortaleza

Marcelo Paz foi eleito presidente do Fortaleza em 2017. Sob seu comando, o Leão do Pici cresceu dentro e fora de campo. Além das conquistas esportivas, como a saída da Série C, o título da Série B e as participações na Copa Sul-Americana (chegando à decisão) e Libertadores, o clube melhorou consideravelmente sua estrutura.

Com Marcelo na presidência, o Fortaleza conquistou também a Copa do Nordeste em três oportunidades — 2019, 2022 e 2024 e o pentacampeonato cearense (2019, 2020, 2021, 2022 e 2023).

Em dezembro do ano passado, Paz renunciou à presidência para assumir o cargo de CEO da SAF do Fortaleza.

Contratação de CEO é desejo de Augusto Melo

Em coletiva de imprensa concedida na última segunda-feira (10), Augusto Melo falou sobre a possível contratação de um CEO para o Corinthians. Sem citar nomes, o mandatário deixou claro que o clube deveria buscar alguém conceituado no mercado, que condiz com o tamanho da instituição.

— Sempre fui favorável ao CEO, mas o CEO tem que ser do tamanho do Corinthians. Isso não é às pressas. Tentamos ver o perfil e buscamos no mercado, estamos conversando. Seria o melhor e tenho certeza que não erraria. Sei que é difícil tirá-lo de onde ele está, mas estamos tocando com quem temos aqui — destacou Augusto.

Na última terça-feira (11), Marcelo Paz confirmou o contato do Corinthians. Em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, o CEO do Fortaleza enalteceu a grandeza do clube alvinegro e disse que pensaria na proposta.

— Essa possibilidade de trabalhar em outro clube existe. O Augusto Melo (presidente do Corinthians) me ligou. Conversei com ele, a cerca de 15 dias. Ele fez o convite (para ser o CEO do Corinthians), e eu recebi esse convite com muita honra. O Corinthians é um gigante do futebol mundial que todo e qualquer profissional tem o desejo de trabalhar.

Augusto Melo, presidente do Corinthians (Foto: Icon Sport)

Corinthians segue mergulhado em crise

O Corinthians tenta se reestruturar após a saída de diversos nomes da diretoria. Na última semana, Rozallah Santoro, diretor financeiro, e Fernando Alba, diretor-adjunto de futebol, entregaram seus respectivos cargos a Augusto Melo.

Antes disso, o Timão já havia perdido o diretor de futebol Rubens Gomes (Rubão), o diretor jurídico Yun Ki Lee e o superintendente de marketing Sérgio Moura, entre outros profissionais.

A debandada de funcionários no Corinthians tem um motivo principal. Cinco meses após o Timão fechar o maior patrocínio de sua história — no contrato de R$ 370 milhões com a casa de apostas VaideBet — a empresa decidiu romper o acordo alegando o descumprimento de uma cláusula anticorrupção por parte do clube do Parque São Jorge.

A ação da VaideBet foi a gota d'água para a base de Augusto Melo, que viu boa parte de seus aliados deixar cargos na direção. As críticas e questionamentos em torno de sua gestão no Corinthians aumentam a cada dia, e a situação parece fora de controle.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme CalvanoRedator

Jornalista pela UNESA, nascido e criado no Rio de Janeiro. Cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na Trivela, é redator e escreve sobre futebol brasileiro e internacional.
Botão Voltar ao topo