Brasil

Ma che! Cruzeiro resgata italianismo em sua nova (e belíssima) terceira camisa

A origem italiana do Cruzeiro é conhecida, desde que o clube era Palestra Italia. A mudança de nome para Cruzeiro veio por obrigação durante a Segunda Guerra Mundial, mas é claro que as raízes permaneceram. E o clube lançou uma nova camisa nesta sexta-feira que lembra disso. Mais do que lembrar, o vídeo do lançamento traz os jogadores celestes falando em italiano enquanto joga videogame e fazendo ajustes no alfaiate – uma referência sobre o design clássico e elegante da camisa.

LEIA TAMBÉM:Granada oferece alfaiataria para seu uniforme cair bem em qualquer torcedor

Fundado em 1921 como Palestra Italia, foi rebatizado de Cruzeiro em 1942, assim como o Palestra Italia de São Paulo, que virou Palmeiras. Embora sua origem italiana esteja no núcleo da sua formação, raramente o Cruzeiro usa isso como marketing. Desta vez, a aposta nisso é para gerar mais vendas com mais modelos para o torcedor.

É uma terceira camisa, mas terá três cores. A Penalty, fabricante da camisa, fez três modelos baseados na bandeira italiana: o tradicional azul do Cruzeiro, uma camisa verde e outra vermelha (bordô, segundo o fabricante, um pouco mais escura). O azul, embora não seja da bandeira italiana, é usado pela Itália como uniforme por representar a cor da casa de Savoia. A campanha é toda baseada no italianismo, tanto que o slogan é “Il Cruzeiro è tornato alle origini”. Sim, em italiano, assim como no vídeo.

A camisa estará à venda a partir deste sábado, dia 18, nas lojas do clube, Maior de Minas. Confira o vídeo de lançamento:

[galeria_embeded]

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo