A Série B atravessa dias decisivos, com a definição dos últimos acessos e também dos rebaixados. E poucas partidas poderiam representar mais o drama da Segundona que o Juventude 2×1 Figueirense desta sexta. O duelo já tinha um peso gigantesco por envolver um candidato à Série A contra um oponente seriamente ameaçado pela Série C. O placar zerado prevalecia, até que a insanidade tomasse conta do Alfredo Jaconi no apagar das luzes. O Figueira abriu o placar aos 40 do segundo tempo, num gol irregular. Porém, o futebol faria justiça na virada do Ju, com a falha bizarra do goleiro adversário, mas também o tento da vitória aos 49 do segundo tempo. Emoção pura numa vitória que deixou os gaúchos mais perto do objetivo e os catarinenses a um triz do abismo.

O primeiro tempo no Alfredo Jaconi começou favorável ao Juventude, mas os anfitriões não aproveitaram suas chances. O Figueirense melhorou com o passar dos minutos, sem passar pelo goleiro Carné. Num jogo aberto, o Ju ainda responderia com uma bola na trave de Matheusinho e era melhor até o intervalo, apesar do zero persistir no placar. Já no segundo tempo, os dois times seguiam com boas oportunidades. Os goleiros Carné e Rodolfo evitavam os tentos, até o desfecho maluco.

A Série B não possui auxílio do VAR. E o Figueirense se beneficiou disso, num erro clamoroso da em seu gol, aos 40 do segundo tempo. Renan Luís cruzou e Erison cabeceou às redes, mas a bola tinha saído mais de um palmo pela linha de fundo. O assistente não viu e o árbitro também não, validando o lance a favor dos catarinenses. Neste momento, a vitória tirava o Figueira da zona de rebaixamento, com mais triunfos que o Vitória. Já o Juventude ficava fora do G-4, no que confirmava matematicamente o acesso do Cuiabá.

A resposta do Juventude, contudo, seria imediata. Três minutos depois, num lançamento longo dos gaúchos, o goleiro Rodolfo cometeu um erro crasso. Saiu do gol para pegar a bola e não mediu corretamente a altura, encoberto num lance devagar. Bambam não perdoou a falha e deixou tudo igual. Com o resultado, o Figueirense voltava ao Z-4, mas o Ju ainda não chegava ao G-4. A vitória então seria definida aos 49. Depois de uma cobrança de escanteio pela direita, concluiu de cabeça e garantiu a vitória heroica dos gaúchos.

O Juventude assumiu a quarta colocação da Série B, faltando uma rodada para o final – contando com o empate do CSA diante do Brasil de Pelotas, o que também confirmou o acesso do Cuiabá. Os gaúchos vão jogar sua chance de voltar à primeira divisão na próxima sexta, contra o Guarani no Brinco de Ouro da Princesa. Já o Figueirense está praticamente rebaixado. Com 39 pontos, precisa torcer por duas derrotas de Vitória ou Náutico nas duas últimas rodadas. Além disso, terá que derrotar a Ponte Preta em seu último compromisso, no Orlando Scarpelli. O épico de um lado reforça o sofrimento do outro.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore