Brasil

Juventus precisa quebrar tabu histórico para conquistar acesso no Paulista

Clube da Mooca não vence o Velo Clube em Rio Claro desde 1979

Velo Clube e Juventus se enfrentam neste sábado (6), às 15h10 (horário de Brasília), pelo jogo de volta da semifinal do Campeonato Paulista A2. Derrotado em casa pelo placar de 1 a 0 na ida, na Rua Javari, o tradicional time da Mooca precisa vencer por dois gols de diferença para virar a eliminatória e se classificar para a decisão do Paulista A2 diretamente, ou ganhar por um gol e levar a decisão para os pênaltis. Vale lembrar que somente o campeão e o vice sobem para a elite do futebol paulista.

Além de ser obrigado a vencer o Velo Clube para se manter vivo na briga pelo acesso, o Juventus tem outro desafio pela frente no jogo deste sábado. A equipe da Mooca não vence seu adversário em Rio Claro desde 1979. Há 45 anos a equipe da capital paulista não sabe o que é vencer um jogo contra o Velo fora de casa. De lá para cá foram cinco jogos disputados entre os times, com um empate e quatro vitórias em favor do clube do interior de São Paulo.

Neste ano, Juventus e Velo Clube se encontraram em duas oportunidades, e cada um dos times venceu um jogo. Na fase classificatória, o time da Mooca venceu pelo placar de 1 a 0, em confronto disputado na terceira rodada. O duelo foi importante para a mudança no comando técnico da equipe de Rio Claro, já que o técnico Fahel Júnior foi demitido após a derrota e Guilherme Alves, ex-Marília, foi o escolhido para a sequência do trabalho. O Juventus também trocou seu treinador no meio da competição.

Trocas de treinador impulsionaram Velo Clube e Juventus

O Velo Clube começou melhor o Campeonato Paulista A2 e venceu seus dois primeiros jogos, contra o Linense na estreia e na sequência contra o Monte Azul. Divergências entre o técnico Fahel Júnior e a diretoria do clube, que não aceitava a utilização do esquema com três zagueiros adotada pelo treinador, acabaram culminando na queda do comandante. Para o seu lugar, Guilherme Alves, ex-atacante do Atlético-MG, Corinthians e Grêmio, que estava no Marília, acabou escolhido para conduzir o clube e vem fazendo uma campanha eficiente até aqui.

Sob o comando do novo treinador, o Velo Clube disputou 15 jogos, vencendo sete, empatando quatro e vencendo outros quatro. Antes de enfrentar o Juventus na semifinal, o time da cidade de Rio Claro despachou o favorito São José com duas vitórias por 2 a 1 e chega motivado para voltar à elite do futebol paulista após 45 anos.

O Juventus também mudou seu treinador, demitindo Jorginho e confiando ao experiente Sérgio Soares a missão de recuperar o time que começou mal o Paulista A2. A missão não foi fácil, já que perdeu dois dos três primeiros jogos, inclusive sendo goleado por 5 a 0 pelo São José. Contudo, após a derrota para o XV de Piracicaba, o Juventus engatou uma sequência de nove jogos de invencibilidade, contando os dois empates contra a Ferroviária nas quartas de final e passou à semifinal após disputa de pênalti.

Derrotado na ida da semifinal, o Juventus precisa se superar para conseguir alcançar o acesso e voltar a jogar a elite do futebol paulista, o que não acontece desde sua última participação na competição, que aconteceu em 2008.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo