Brasil

Xodó da torcida e reforços: cartola abre o jogo sobre futuro do Cruzeiro

Diretor de futebol do Cruzeiro, Pedro Martins concedeu entrevista coletiva nessa quarta-feira (20), na Toca da Raposa 2

Diretor de futebol do Cruzeiro, Pedro Martins, concedeu entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (20), na Toca da Raposa 2, e tratou sobre diversos temas, como a permanência de jogadores como Matheus Pereira e João Marcelo, a possibilidade de chegada de novos reforços, além de atualizar a situação do garoto João Pedro, afastado por indisciplina. Ele também comentou a renovação do lateral-esquerdo Marlon, um dos destaques do time celeste.

Com a janela de transferências fechada, resta ao Cruzeiro a possibilidade de contratar jogadores do futebol brasileiro no período de 1 a 19 de abril, utilizado pela CBF para que times que disputam estaduais não tivessem prejuízos técnicos e perdessem atletas antes do fim das competições. Apesar de possível, não é certo que este caminho seja tomado pela Raposa. De acordo com Pedro Martins, a ideia é ser assertivo nas contratações, sem inchar o elenco.

— A gente quer fazer com que a equipe evolua não só através da chegada de novos jogadores. Estamos vendo o comportamento da equipe ao longo do Mineiro, como ela está respondendo ao trabalho do Larcamón. Tivemos a chegada de vários atletas que estão se adaptando ao modelo. Quando falamos de aumentar o nível do elenco, envolve investimento e fazer da melhor maneira possível. É preciso ser assertivo, escolher o melhor jogador para que ele suba o nível do que aqui está — explicou Martins.

O diretor de futebol da Raposa comentou a busca por mais um atacante de lado de campo, posição sabidamente procurada pelo Cruzeiro, mas que não chegou antes do fim da janela.

— Conseguimos fazer movimentos importantes e esse atacante ou essa possibilidade ofensiva que ainda não está clara onde vai atuar, faremos da melhor maneira, sem pressa, fazendo uma escolha correta. Não vamos trazer por trazer, preferíamos avaliar o mercado, se não nessa janela, em junho, mas sem acelerar etapas — apontou Pedro.

João Pedro será reintegrado ao elenco Cruzeiro?

Pedro Martins também foi questionado acerca da possibilidade do garoto João Pedro, de 21 anos, ser reintegrado ao elenco do Cruzeiro. O ponta-direita está treinando separadamente desde que veio à tona um vídeo dele em uma festa privada junto do atacante Fernando, de 18 anos. O diretor de futebol afirmou que ainda não foi batido o martelo em relação ao futuro do atleta.

— Todos os jogadores que sobem da base, e aí não só falando do João, mas do Fernando, Ian, Japa, Kaiki, a gente procura entender qual o processo de adaptação desse menino à primeira equipe do Cruzeiro. Jogar no Cruzeiro exige uma responsabilidade grande, não só pelo que se faz dentro como fora de campo. Quando o jogador tem potencial, a gente entende que precisamos fazer esforços e se dedicar para que eles sejam bem formados. E ser bem formado significa voltar ao Sub-20, emprestá-lo para que ele amadureça e depois retorne — começou o diretor de futebol celeste.

— A gente emprestou alguns jogadores que acreditamos ter potencial futuro. O caso do João estamos avaliando, porque jogador para se desenvolver precisa estar jogando e é assim que vamos formar os atletas dentro do clube. Uma coisa inegociável no clube é a equipe. Ninguém se coloca acima do Cruzeiro e isso a gente não vai abrir mão — afirmou, categoricamente, Pedro Martins.

Renovação de Marlon

O Cruzeiro anunciou, nessa quarta-feira (20), a renovação de contrato do lateral-esquerdo Marlon. Pedro Martins comentou sobre e, segundo ele, a extensão do vínculo não se dá apenas pelo que ele entrega em campo, mas pelo fato dele ter entendido o que é a instituição e o que a SAF planeja para ela.

— Todas as renovações de contrato que vamos fazendo, jogadores que trazemos e construímos a permanência, e aí são alguns como Marlon, William, Rafael Cabral, diversas histórias que foram sendo construídas ao longo desse período de SAF. A gente entende que esses atletas renderam não só dentro do campo, mas também entenderam o que é o Cruzeiro fora. Para nós é fundamental. Quando falamos em construir um elenco vencedor, vamos identificando atletas que entendem o projeto — exaltou Pedro Martins.

— Não basta render só em campo. Queremos jogadores que, de fato, vistam a camisa, e vestir a camisa é entender os valores do Cruzeiro. O que essa instituição representa, e isso tem um peso gigantesco. Renovações como a do Marlon são importantes porque demarcam um caminho para quem quer permanecer no clube. São jogadores que agora têm uma responsabilidade crescente de estabelecer regras no grupo, de estabelecer que tipo de jogador pode ficar no Cruzeiro. A responsabilidade aumenta cada vez mais quando renovam seus contratos — concluiu o diretor de futebol da Raposa.

Eliminação do Cruzeiro na Copa do Brasil

Pedro Martins não aliviou ao falar sobre a eliminação do Cruzeiro na primeira fase da Copa do Brasil, em partida contra o Sousa, da Paraíba. Ele tratou a situação como inaceitável e revelou que houve um impacto financeiro importante ao clube.

— Independente de campo, estádio, condição climática, um clube como o Cruzeiro não pode cair fora na primeira fase da Copa do Brasil. Não com a história que temos dentro da competição e pelo elenco que estamos montando. Isso depois do jogo e durante os dias seguintes, ficou claro para o grupo que esse jogo deve servir como uma cicatriz. Temos que lembrar o que deixamos de fazer naquela partida toda semana. Se temos que levar alguma coisa é o aprendizado. Com o perfil de atletas e pessoas que temos aqui esse aprendizado foi rápido, mas nunca podemos esquecer o que fez com que a gente fosse eliminado na primeira fase. Por isso que servem as cicatrizes, é para se lembrar. O aspecto financeiro o clube tenta se reorganizar para não ter impacto no dia a dia, mas inegável que cair na primeira fase tem um impacto em toda estrutura — afirmou o diretor de futebol celeste.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo