Brasil

A chegada de António Oliveira deve fazer Gustavo Henrique estrear em breve no Corinthians

Gustavo aponta esquema tático de António Oliveria com três zagueiros como boa oportunidade para sua trajetória no Corinthians

Gustavo Henrique chegou ao Corinthians durante a pré-temporada para integrar o setor defensivo do clube, mas desde que o Campeonato Paulista começou, o zagueiro ainda não conseguiu estrear com a camisa do Timão. A expectativa era de que, na partida diante da Portuguesa, no domingo (11), ele já estivesse disponível, já que apareceu relacionado para o jogo. Mesmo assim, a formação seguiu, com Felix Torres, Raul Gustavo e Caetano – jogando na lateral esquerda – nem mesmo nas substituições Gustavo foi solicitado.

O motivo para a demora já tinha sido explicado é que o jogador não estava com a parte muscular das penas em 100%, esse desequilíbrio poderia causar alguma lesão mais grave caso o jogador fosse exigido em algum lance, por isso a antiga comissão técnica optou por não colocá-lo em campo.

Nesta segunda-feira (12), depois de três semanas de tratamento e fortalecimento físico, o zagueiro foi apresentado oficialmente como novo jogador do Corinthians e, apesar de não projetar uma data para estar dentro do campo, revelou que está pronto para ajudar o clube:

— Eu me sinto preparado, estou 100% e espero ajudar o Corinthians. Estamos conversando para entrar em ritmo de treino e jogo para a gente poder estrear. Por onde passo, procuro dar o meu olhar, independentemente de estar jogando ou não. Sempre vou buscar a titularidade, sempre respeitando o treinador e meus companheiros – disse Gustavo Henrique.

Gustavo Herinque é apresentado oficialmente, mas data da estreia ainda não foi confirmada

Empolgado com o novo treinador: como Gustavo Henrique pode ajudar o Corinthians

Gustavo Henrique chegou para fazer dupla com Lucas Veríssimo, que foi companheiro na época do Santos, e tiveram bons números no setor defensivo do peixe, e foi nisso que o Corinthians apostou. Porém, com a saída confusa do Veríssimo para o futebol do Catar e ausência de Gustavo trabalhando a recuperação muscular, a opção de zaga usada por Mano Menezes foi com Félix Torres e Caetano, e contando com Raul Gustavo no banco de reservas.

O mesmo se repetiu na primeira partida sob o comando de António Pereira, e pode mudar agora com a recuperação do jogador, isso porque quando Gustavo estiver completamente liberado, Caetano pode passar para o banco de reservas e assim deixar Raul com possibilidade de empréstimo. O zagueiro falou sobre a chegada do nosso comandante e comparou a oportunidade de ambos estarem integrando o Timão:

— Ele chegou com um ânimo grande, assim como eu, é uma grande oportunidade que estamos tendo na carreira. A gente percebeu que ele tem um grande conhecimento. Ele gosta de jogar com três zagueiros ou linha de quatro, mas vamos estar sólidos defensivamente para ajudar na busca por resultados – analisou o zagueiro.

Negociação feita entre o Valladolid e o Corinthians

Gustavo estava no Valladolid desde a temporada de 2023, mesmo que defendendo o Fernabaçe por empréstimo, o zagueiro ainda pertencia ao Flamengo, seu último clube brasileiro. A contratação do jogador foi uma boa oportunidade para a diretoria do Corinthians, que deixou claro que o foco era contratar atletas com menos de 30 anos.

Para fechar com o Corinthians, o zagueiro rescindiu o contrato com o time espanhol, mesmo assim eles ficaram com 30% dos direitos de Gustavo e o Timão adquiriu os outros 70%. Mesmo deixando o clube do Ronaldo Fenômeno, eles continuaram pagando o salário dele, enquanto o zagueiro se recuperava.

– Foi tudo muito rápido, teve o contato do Corinthians e não pensei duas vezes. A confiança que eles demonstraram, espero poder retribuir a confiança. A torcida pode esperar um cara aguerrido, já joguei muitas vezes na arena e é uma atmosfera muito prazerosa, pode esperar muita entrega e não vai faltar profissionalismo. Vou me dedicar para dar certo – disse.

O contrato de Gustavo Henrique é válido até 31 de dezembro de 2025, com multa rescisória de R$ 300 milhões para o mercado nacional e 100 milhões de euros para o internacional.

– Eu me sinto 100%, vinha jogando e treinando no Valladolid. Quando cheguei aqui, constataram que eu tinha um desequilíbrio muscular, entraram em acordo com o Valladolid para pagarem meu salário durante esse tempo. – revelou Gustavo.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância, paixão que se tornou profissão. Além do futebol me mantenho por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhei como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo